Empresa contrata traders “profissionais” de bitcoin e perde R$ 10 milhões

Empresa esperava que traders negociassem criptomoedas, mas um deles comprou cachorro para namorada.

Siga no
Trader de bitcoin olhando gráficos em queda
Trader de bitcoin olhando gráficos em queda

Uma empresa brasileira com sede em São Paulo perdeu R$ 10 milhões com supostos traders de bitcoin que havia contratado. Um dos profissionais tem ligações até com uma empresa denunciada pelo Fantástico em agosto de 2021, que atuava em Cabo Frio.

O mercado de criptomoedas é um campo novo para muitas pessoas interessadas em investir no setor. Com um passado recente associado a ganhos altos e acima do mercado financeiro tradicional, o bitcoin e demais criptomoedas acabaram despertando a atenção de golpistas no mundo todo.

Infelizmente, no Brasil a criação de pirâmides financeiras e demais golpes contra investidores cresceu muito. Em Cabo Frio por exemplo, uma investigação do MPRJ chegou a colocar 20 empresas na mira após casos de ofertas suspeitas de investimentos.

Uma reportagem do Fantástico exibida em 15 de agosto de 2021 acabou despertando as autoridades, que deflagaram a Operação Kryptos e prenderam líderes de uma dessas empresas. Ainda que o destaque tenha sido uma empresa, outras da região também foram alvos de operações.

Empresa brasileira perde R$ 10 milhões com supostos traders de bitcoin terceirizados

Seja oferta de 5% ou 10% ao mês, qualquer porcentagem fixa de rendimentos é uma situação totalmente estranha e desperta atenção dos mais atentos ao possível golpe. Mesmo assim, empresas surgem diariamente com tais propostas e pessoas seguem perdendo seus patrimônios.

Algumas dessas empresas contratam supostos traders de bitcoin que conseguiriam manter a justificativa do pagamento das porcentagens. Mas esses operadores podem ser parte do golpe, visto que cedem sua imagem para supostas operações.

E um caso curioso aconteceu com uma empresa de São Paulo, que tem sua sede no bairro Pinheiros, zona oeste da capital. Isso porque, a empresa possuí um capital social de R$ 305 milhões, mas perdeu R$ 10 milhões recentemente.

Tudo começou após o dono da Aix Invest contratar um gerente, com salário de R$ 11 mil mensais, que deveria cuidar da equipe de traders de bitcoin terceirizados. Esses profissionais que rentabilizariam os rendimentos prometidos a clientes.

Segundo apuração, todos os traders de bitcoin contratados eram amigos do gerente e podem ter criado um golpe na empresa. O gerente, por exemplo, é acusado de sumir com R$ 5 milhões da empresa, além de comprar um cachorro de R$ 17 mil para sua namorada e perder uma BMW X5 que foi encontrada abandonada em via pública.

Quando atuou como gerente, o homem contratou vários traders que deveriam operar em corretoras, mas eles também ajudaram a sumir com o dinheiro da empresa paulista. Um desses traders, segundo consta nos autos do processo que o Livecoins teve acesso, é ligado a empresa X6 Capital, que teve seu líder preso de acordo com o Fantástico.

A polícia civil de São Paulo apura em pelo menos três inquéritos policiais a ação fraudulenta dos traders na empresa paulista que registra em seu balanço patrimonial um prejuízo de R$ 10 milhões.

Empresa processou trader que confessou dívida

Um dos traders suspeitos de sumir com o dinheiro da empresa foi processado pela empresa na justiça de São Paulo. Isso porque, em dezembro de 2021 ele assinou um termo de confissão de dívida informando que devolveria o valor perdido em até 30 dias, mas descumpriu o acordo.

Segundo a empresa, o trader perdeu US$ 300 mil que deveriam ser rentabilizados em bitcoin, mas que foi totalmente perdido. Só com esse trader, a empresa que oferta negócios com criptomoedas para clientes em redes sociais pede a devolução de R$ 3 milhões.

Com um prejuízo de R$ 10 milhões, a empresa tentou processar o trader com benefício de gratuidade de justiça, mas a juíza que cuida do caso negou o pedido.

Chama atenção que a própria empresa prejudicada não tem registro na CVM para ofertar investimentos. O Livecoins procurou a Aix Invest para comentar o caso, mas não recebeu retorno até o fechamento da matéria.

A situação deixa claro os riscos de se terceirizar operações com criptomoedas, colocando em alerta não só empresas, mas também pessoas para possíveis golpes com essa realidade desaconselhada.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias