Empresa de criptomoeda é acusada de calote no Athlético Paranaense

-

Siga no
Anúncio

O projeto da criptomoeda do Athlético Paranaense parece ter chegado ao fim. Desse modo, a criptomoeda do time deverá ser adiada, após ser anunciada em meados de junho de 2018. Após fechar contrato com a Inoovi, o clube alega ter sofrido um calote.

Vários times brasileiros estão apostando em suas próprias criptomoedas. Essa é uma forma dos clubes conseguirem um financiamento coletivo através da torcida. Além disso, os times criam uma “tokenização” que pode se estender em um convívio mais aproximado com os torcedores. Além do projeto do Athlético Paranaense, outros clubes já anunciaram as suas próprias criptomoedas, como o Avaí, o primeiro time brasileiro a fazê-lo. Além destes, recentemente o Corinthians anunciou a TimaoCoin, que deverá ser lançada em breve no mercado.

Empresa pode ter dado calote em clube que não recebeu

No caso do Athlético Paranaense, o sonho da própria criptomoeda poderá ser adiado. Segundo publicação da Gazeta do Povo, a empresa Inoovi não cumpriu com o contrato firmado com o clube de futebol. Sendo assim, o Athlético Paranaense deverá suspender o contrato firmado com a Inoovi, a empresa contratada para “dar vida” à criptomoeda do clube.

Anúncio

Após quase um ano o projeto não foi apresentado ao clube. Além disso, a publicação cita que a empresa não cumpriu com pagamentos referentes ao contrato firmado entre a Inoovi e o Athlético Paranaense. A criptomoeda adotada pelo time seria a IVI, que chegou a ser mencionada pelo clube em vários locais.

Athlético Paranaense deixou de mencionar a criptomoeda IVI

Até mesmo no uniforme dos jogadores a criptomoeda chegou a estampar, demonstrando sinais de que o clube apostava em um lançamento do ativo digital em breve. Contudo, o lançamento não aconteceu e deverá demorar um pouco mais, já que a empresa responsável pela criação da criptomoeda não será mais a Inoovi.

O clube de futebol ainda não se pronunciou oficialmente sobre a quebra do contrato. Sendo assim, o Athlético Paranaense ainda não decidiu sobre acionar judicialmente a empresa Inoovi. Por outro lado, a Inoovi mantém em seu site a parceria com o time de futebol do Paraná, indicando que a empresa continua a desenvolver a criptomoeda do Athlético Paranaense.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Paulo Carvalho
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".
Bitcoin e gráfico em queda de preços

Bitcoin cai 5% e pode não romper marca de 2017

O Bitcoin se aproxima do fechamento do mês de setembro e cai pelo menos 5% nesta segunda. Com a queda no preço do Bitcoin,...
FinCEN Files

Documentos vazados revelam que bancos lavaram R$ 10 trilhões em dinheiro ligado a crimes

Mais de 2.100 documentos secretos da FinCEN, Rede de Combate a Crimes Financeiros dos EUA, foram vazados e os detalhes desses arquivos trazem informações...
Europa (União Europeia e Bitcoin)

Europa vai regulamentar Bitcoin até 2024, apontam documentos

Segundo documentos vazados para a imprensa, a Europa vai regulamentar o Bitcoin até 2024 em todos os países membros do bloco. O tema ganhou...

Últimas notícias

Documentos vazados revelam que bancos lavaram R$ 10 trilhões em dinheiro ligado a crimes

Mais de 2.100 documentos secretos da FinCEN, Rede de Combate a Crimes Financeiros dos EUA, foram vazados e os detalhes desses arquivos trazem informações...

Europa vai regulamentar Bitcoin até 2024, apontam documentos

Segundo documentos vazados para a imprensa, a Europa vai regulamentar o Bitcoin até 2024 em todos os países membros do bloco. O tema ganhou...

Brasil desenvolve com blockchain uma identidade descentralizada

O Brasil caminha rumo às novas tecnologias e já desenvolve com uso da blockchain um novo projeto. Chamada de identidade descentralizada, a solução promete...