Estudo aponta melhor placa de mineração para Ethereum

Placa gráfica da AMD foi a escolhida!

Siga no

Certamente em 2019 o tema da mineração de criptomoedas está em baixa, mas um estudo colocou lenha na fogueira. De acordo com a AMD, uma grande empresa de tecnologia mundial, a Radeon VII é a melhor placa de mineração para Ethereum (ETH).

A empresa apontou que sua placa gráfica (GPU) consegue 90 megahashes por segundo, superando a concorrência. Isso porque a placa Nvidia Titan V consegue apenas 70 MH/s.

AMD acredita ter melhor placa de mineração para Ethereum

A mineração da criptomoeda Ethereum ainda utiliza o consenso de Proof of Work (PoW). Isso indica que é necessário equipamento especial para garantir a validação de blocos nessa rede. Além disso, a mineração da rede Ethereum conta com vários mineradores, fazendo com que seja uma das mais seguras dentre as blockchains públicas atuais.

Com o levantamento da AMD, que afirma ter a melhor GPU, os mineradores poderiam obter mais recompensas pela atividade. Outro ponto considerado pelo estudo da empresa é que o custo do equipamento também é menor que da concorrência.

Um estudo no fórum BitcoinTalk mostrou dados da placa da Radeon VII, que confirma o bom desempenho da placa. Além disso, os custos com energia se mostram menores, o que chama atenção para esta placa em relação às demais.

Ethereum pode mudar algoritmo de consenso de mineração

Certamente se você acredita que vale o investimento na placa AMD Radeon VII, fatores devem ser considerados. Não é de hoje que a comunidade Ethereum mundial está debatendo sobre uma possível mudança no algoritmo de mineração.

Isso afetaria o desempenho das placas gráficas de mineração, sendo dois caminhos a serem considerados. Ambas as soluções vêm na linha de acabar com as placas Asics na realidade da Ethereum.

O primeiro caminho que é ventilado pela comunidade é a implementação do algoritmo ProgPow. De acordo com debates, em uma realidade dessa as placas da Nvidia poderiam voltar a ter melhor desempenho.

Entretanto, ainda há debates na linha de colocar a Ethereum com a mineração Proof of Stake. Caso isso se concretize, as placas gráficas perdem sua função na segurança da rede.

Finalmente, a mineração de criptomoedas é uma atividade importante para segurança das redes. Porém, quem se interessa pelo tema deve realizar um grande estudo sobre o tema antes de investir em equipamentos. Entrar em comunidades dedicadas ao tema pode ser fundamental para garantir o sucesso com a atividade.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Departamento de Tesouro dos Estados Unidos

Departamento do Tesouro dos EUA quer ferramenta para rastrear Bitcoin

A agência dos Estados Unidos responsável pela implementação de sanções contra empresas, parte do Departamento do Tesouro, quer uma ferramenta capaz de rastrear o...
Polícia investiga negócio de criptomoedas no ES

Corretora cripto é alvo de operação policial por fraude bilionária

A polícia da Coreia do Sul realizou uma operação em diversos escritórios de uma corretora de criptomoedas após a empresa ter sido acusada de ser...
Criptomoeda Ethereum mãe do DeFi

Banco Central dos EUA elogia Ethereum e inovação com DeFi

O Banco Central dos Estados Unidos de St. Louis publicou um artigo elogiando as inovações da plataforma Ethereum. Ao criar aplicações bancárias com tokens,...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias