Ethereum migra rede de testes para Proof-of-Stake (PoS)

Momento da ativação do Proof-of-Stake (PoS) na testnet Ropsten do Ethereum. Fonte: lightclients/Twitter
Momento da ativação do Proof-of-Stake (PoS) na testnet Ropsten do Ethereum. Fonte: lightclients/Twitter

O Ethereum acaba de realizar a migração para Proof-of-Stake (PoS) na sua rede de testes Ropsten, evento ocorreu na tarde desta quarta-feira (8). Este é considerado como o teste mais importante antes da implementação do PoS em sua rede principal.

Programada para este ano, a migração “real” do Ethereum tem como principais objetivos abandonar a migração por placas de vídeo e melhorar a escalabilidade da rede.

O modelo Proof-of-Stake — ou Prova de Participação — já era um desejo de Vitalik Buterin e outros desenvolvedores do Ethereum desde antes de seu lançamento, em 2015. Entretanto, o ETH já está usando Proof-of-Work (PoW), modelo introduzido pelo Bitcoin, há sete anos.

Grande demais para falhar, hoje o Ethereum possui um valor de mercado superior a R$ 1 trilhão. Além disso, centenas de outros projetos compõem o ecossistema do Ethereum, colocando uma grande responsabilidade nas mãos de seus desenvolvedores.

Proof-of-Stake (PoS) ativado na rede de testes do Ethereum

Através das redes sociais, diversas pessoas comemoraram e parabenizaram a migração da rede de testes do Ethereum para Proof-of-Stake (PoS) realizada no início da tarde desta quarta-feira (8). Através de exploradores de blocos, é possível observar que tudo está funcionando como o planejado.

Tal evento é o teste mais importante para a segunda maior criptomoeda do mercado. Afinal este poderá indicar quanto tempo mais será necessário para a migração real, dependendo apenas dos problemas encontrados nestes testes.

“Ropsten ativou o Proof-of-Stake!”

Em conversa com a Fortune, Vitalik Buterin, criador do Ethereum, mostrou-se animado com os testes e o futuro de seu projeto.

“Esperamos que seja uma boa demonstração de quão longe chegamos. Se tudo correr bem, basicamente significa que estamos próximos para que a migração possa acontecer na rede principal.”

Em declaração passada, Buterin afirmou que a migração deve ocorrer em agosto deste ano. Contudo, notou que ela pode atrasar para setembro ou outubro, caso surjam imprevistos nos testes.

Preço do Ethereum se mantém estável

Apesar do sentimento de progresso com a atualização, o preço do Ethereum manteve-se estático nesta quarta-feira (8). O principal motivo talvez seja o mercado de baixa que está pressionando tanto as criptomoedas quanto ações.

No momento, o Ether (ETH) está sendo negociado por US$ 1.800 (R$ 8.800), lutando para manter-se em um suporte importante enquanto investidores sonham que o ETH volte para os US$ 4.900 vistos em novembro.

Por fim, a migração do Ethereum para Proof-of-Stake também é um teste para o todo o setor. Afinal, o modelo Proof-of-Work é dominante desde a introdução do Bitcoin por ser tido como o mais seguro. Além disso, o PoS também resolve questões ambientais ligadas a mineração, contudo isso não significa nada caso não se prove tão confiável quanto o PoW.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias