“Migração ocorrerá em agosto”, afirma fundador do Ethereum sobre Proof-of-Stake

Moeda de Ethereum (ETH).
Moeda de Ethereum (ETH).

Vitalik Buterin, fundador do Ethereum, afirmou que a migração para Proof-of-Stake (PoS) acontecerá em agosto desse ano, caso não surjam novos imprevistos. Sua fala ocorreu durante o evento ETH Shanghai Web 3.0 Developer Summit, onde o programador também falou sobre outras questões técnicas do Ethereum.

Tal migração terá muitos impactos tanto no próprio Ethereum quanto para outras criptomoedas. Primeiramente, a mineração de ETH com placas de vídeo será extinta, o que é uma péssima notícia aos mineradores e também para fabricantes de GPUs.

Além disso, o principal foco desta mudança é aumentar a escalabilidade do Ethereum, o que pode baixar as taxas de transação e, por consequência, pressionar criptomoedas concorrentes como Cardano (ADA), Solana (SOL), Alavanche (AVAX) e outras.

Testes acontecerão em junho

Vitalik Buterin mostrou-se animado em falar sobre o “The Merge”, ou seja, a migração de Proof-of-Work para Proof-of-Stake do Ethereum. Tal empolgação parece ser um alívio, afinal sua equipe está trabalhando nisso há sete anos e há uma forte cobrança por parte da comunidade.

“A principal notícia para o Ethereum neste ano é a migração do Proof-of-Work (PoS) para Proof-of-Stake (PoS). Estamos trabalhando nessa mudança desde o início do Ethereum, há sete anos, mas finalmente todo este trabalho será lançado por completo.”

Seguindo, o fundador do Ethereum afirma que os testes serão feitos inicialmente na testnet (rede de testes) ainda no próximo mês, no dia 8. Tal teste pode definir a data real da migração do Ethereum, afinal este é o lugar onde imprevistos devem surgir e então serem corrigidos.

“Este será o maior teste, maior que todos os testes anteriores.”

Migração do Ethereum programada para agosto

Aguardada por muitos, e motivo para diversos memes, a migração do Ethereum para Proof-of-Stake deve acontecer ainda este ano. Segundo Vitalik Buterin, a data prevista é agosto, caso não encontrem problemas durante os testes mencionados anteriormente. Caso contrário, poderá levar outros meses, contudo, a previsão é para este ano.

“Se tudo ocorrer bem, então a migração ocorrerá no verão. Há poucos dias falei que agosto seria uma data possível para a migração. Caso não encontrarmos problemas, então a migração ocorrerá em agosto, mas, é claro, sempre há o risco de imprevistos e atrasos.”

“Então, setembro é [uma data] possível, outubro também. Mas a migração, olhando como as coisas estão, está muito perto de acontecer.”

Tal mudança poderá ter um grande impacto em todo ecossistema e não só no Ethereum. Primeiramente, o ETH é a segunda maior criptomoeda do mercado, atrás apenas do Bitcoin, sendo um verdadeiro teste para o Proof-of-Stake, hoje usado apenas por projetos menores.

Além disso, criptomoedas concorrentes podem cair no esquecimento caso o Ethereum consiga permitir transações baratas aos seus usuários. O que pode fazer com que o ETH sugue tanto o capital destas moedas para si quanto projetos para seu ecossistema.

Por fim, também com o fim da mineração com placas de vídeo, é esperado que a oferta destes produtos cresça a níveis jamais vistos. O que é ótimo para gamers que há anos não conseguem encontrá-las por bons preços.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias