Ethereum: Queda de taxas mostra enfraquecimento de projetos externos

Mão segurando moeda de Ethereum.
Moeda de Ethereum prestes a ser jogada pra cima.

O interesse pelos setores de finanças descentralizadas (DeFi), jogos play-to-earn e tokens não-fungíveis (NFT) parece estar em queda livre. O principal indicador é o declínio nas taxas de transações do Ethereum, principal destino destes projetos.

No momento, a média destas taxas está em US$ 3,60, sendo este o menor valor dos últimos dez meses. Em relação aos picos, quando as taxas estavam em US$ 60, a diferença é superior a 15 vezes este valor.

Muito dependente de projetos externos para gerar valor a sua rede, o Ethereum pode enfrentar dificuldades caso novas tendências não apareçam em sua rede. Sendo assim, este inverno das criptomoedas pode ser mais difícil para a moeda de Vitalik Buterin.

Ethereum: Movido por tendências

Criado para ser um supercomputador global, o sucesso do Ethereum possui grande relação com as tendências do mercado. Como exemplo, surfou nas ondas de DAOs (Organizações Autônomas Descentralizadas) em seu início, depois em ICOs (Ofertas Iniciais de Moedas) e mais recentemente em três setores em simultâneo: DeFi (Finanças Descentralizadas), metaverso (jogos play-to-earn) e principalmente no mundo das artes com os NFTs (tokens não fungíveis).

Entretanto, a queda de preços do setor espantou tanto projetos quanto investidores. O melhor indicador são as próprias taxas do Ethereum, em sua menor média desde julho do ano passado.

Taxas do Ethereum em queda. Fonte: BitInfoCharts

Em outras palavras, menos pessoas estão usando a rede e, presumidamente, também não estão comprando Ethereum para usar produtos e serviços disponíveis nela.

Portanto, exceto se outra tendência que cause demanda por Ether (ETH) e pela sua rede surgir, seus investidores podem esperar por momentos difíceis.

De olho na migração do Ethereum

Embora o Ethereum tenha muita dependência em projetos criados sobre ele, desta vez pode ser diferente. Após anos de desenvolvimento, tudo indica que a migração do Ethereum, de Proof-of-Work (PoW) para Proof-of-Stake (PoS), ocorra nos próximos meses.

Além de melhorar a escalabilidade da rede, tornando-a mais acessível, outro ponto importante é que os investidores poderão ganhar dividendos. Portanto, é possível que o Ethereum consiga se reerguer por si próprio ao se tornar um meio de pagamento rápido e barato (tanto para ETH quanto para stablecoins).

De qualquer forma, o Ethereum ainda é dependente de tendências externas e seu desafio pode ser maior que o do Bitcoin nos próximos meses. Sendo assim, podem surgir boas oportunidades de acumulação para quem acredita no projeto.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias