Ethereum vai ultrapassar o Bitcoin, diz CEO da Pantera Capital

Ethereum como reserva de valor

Siga no

O Ethereum está prestes a passar por uma de suas mais importantes atualizações, o hard fork London, em preparação para o Ethereum 2.0. Essa é uma atualização muito aguardada pelos investidores e que até mesmo está deixando muitos animados com uma possibilidade de alta histórica.

Dan Morehead, CEO da Pantera Capital, é um dos que acreditam no potencial futuro do Ethereum após as recentes atualizações. De acordo com a Reuters, o CEO acredita que as mudanças na plataforma em relação ao impacto ambiental e as atualizações técnicas com potencial para diferentes aplicações no futuro vão garantir que o Ethereum continue tendo uma performance melhor que o Bitcoin e até ultrapasse a criptomoeda no futuro.

De acordo com o site, Morehead disse em entrevista durante o Global Markets Forum que o Ethereum, por ser um ativo mais recente, tem “mais caminho para percorrer” do que o Bitcoin.

Morehead acredita que com as atualizações o Ethereum vai ser mais negociado como um ativo fixado.

“Você verá uma transição de pessoas que querem uma reserva de valor fazendo isso no Ethereum ao invés de apenas no Bitcoin.”

Ethereum como reserva de valor?

Até o momento a principal narrativa a favor do Ethereum eram os seus casos de uso, sendo a plataforma responsável por manter a estrutura de DeFi e até mesmo a base para muitos projetos de NFT.

Agora, com a atualização London, que tornará a criptomoeda deflacionária, há mais um caso de uso importante que está deixando muitos animados: O Ethereum como reserva de valor.

Entre diferentes mudanças as atualizações do EIP 1159 também vão queimar uma grande quantidade de tokens em circulação, tornando o Ethereum deflacionário, tal como o Bitcoin.

Com isso as dinâmicas de escassez, oferta e demanda podem afetar ainda mais o valor do Ether e fazer com que muitos investidores busquem ele como uma foram de investimento de proteção contra a inflação.

Com o mercado de DeFi dando suporte ao Ethereum e essa nova dinâmica, é possível que o ativo consiga sim continuar em seu momento de alta (quase dobrando desde o final de 2020) e no futuro até superar o Bitcoin. De acordo com o CEO.

Ainda assim, Morehead acredita que o Bitcoin também não está no caminho do fracasso. O CEO da Pantera Capital vê o Bitcoin terminando 2021 na faixa dos US$ 80 mil a US$ 90 mil e subindo acima dos US$ 120 mil em cerca de um ano.

Para ele a adoção geral pode levar o preço para até US$ 700 mil nas próximas décadas.

A participação dos investidores institucionais também fará parte dessa alta, com o executivo afirmando que os fundos da Pantera Capital atraíram investidores institucionais que estão menos orientados pelo “momentum” e pensando no longo prazo, com o atual preço como uma oportunidade de compra.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Ethereum. (Imagem: Adobe Stock)

Pânico? R$6,6 bilhões em Ethereum saíram das exchanges na semana passada, R$4,2 bi voltaram...

Na quarta-feira passada, dia 15 de setembro, cerca de 363.240 ETH foram sacados de exchanges centralizadas, ontem, no entanto, 258.050 ether voltaram para endereços...
Mulher em pânico vendo gráfico do Bitcoin em queda medo China SP500

Risco de calote na China leva índice do bitcoin de volta ao medo

Alguns índices que medem do desempenho dos mercados acabaram mostrando uma realidade interessante. Dois que podem ser destacados são o Índice de Medo e...
Principio de Pareto

O princípio de Pareto nas criptomoedas

O princípio de Pareto foi desenvolvido por Joseph Moses Juran após estudar anotações do economista Vilfredo Pareto, tais notas apontavam que cerca de 80%...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias