EUA “esquecem” de apreender R$ 2 milhões em forks do Bitcoin

A Coinfirm descobriu que vários forks de Bitcoin aparentemente foram ignorados pelo governo americano, entre os exemplos estão os forks: Bitcoin Diamond (BCD), Super Bitcoin (SBTC) e Bitcoin Private (BTCP).

Siga no

As autoridades dos EUA perderam aproximadamente $ 400 mil (R$ 2 milhões) em forks de Bitcoin em várias carteiras confiscadas de criminosos ao longo dos anos. O relatório foi divulgado pela empresa de análise de criptomoedas Coinfirm.

Os valores “perdidos” são compostos por forks do Bitcoin, isso é, criptomoedas derivadas do Bitcoin, como o Bitcoin Cash (BCH), e Bitcoin Satoshi Vision (BTCSV).

Ao longo dos anos várias pessoas clonaram a blockchain do Bitcoin para criar novas moedas, assim, os detentores de Bitcoin (antes da clonagem) podem vender as moedas clonadas.

A Coinfirm identificou que maioria dos fundos “esquecidos” pelas autoridades dos EUA são das carteiras confiscadas da Silk Road (mercado negro encerrado em 2013). O FBI anunciou que confiscou $ 1 bilhão da carteira no mês passado, mas nenhuma informação sobre as moedas derivadas foi fornecida.

“Embora o Departamento de Justiça tenha recebido elogios por garantir a apreensão de grandes ativos de um individuo, a história não termina aí” disse, “A Coinfirm identificou milhões de dólares em ativos que o Departamento de Justiça aparentemente deixou para trás e ao qual o indivíduo ainda pode ter acesso.”

A Coinfirm descobriu que vários forks de Bitcoin aparentemente foram ignorados pelo governo americano, entre os exemplos estão os forks: Bitcoin Diamond (BCD), Super Bitcoin (SBTC) e Bitcoin Private (BTCP).

Para saber se uma carteira antiga tem fundos em forks, basta acessar o explorador de blocos da nova moeda e verificar o saldo e as movimentações.

A Coinfirm estima que o valor das carteiras somando todos hardforks pode chegar a $ 400.000. São 693.701 BCD ($ 310.000), 69.370 SBTC ($ 66.000), e 69.370 BTCP (11.000).

O atual detentor das carteiras e das chaves privadas pode ter acesso aos fundos.

A Coinfirm tem ajudado autoridades a identificar fundos desse que foram deixados para criminosos. A empresa é uma das líderes mundiais no rastreamento e localização de ativos digitais.

A empresa encontrou fundos em 3 moedas, mas atualmente existem pelo menos 105 hardforks do Bitcoin ativos. A maioria chega a zero de valor com pouco tempo de vida, mas alguns projetos conseguem se manter por um tempo.

É provável que o valor que o governo dos EUA está deixando de confiscar seja muito maior que $ 400 mil, já que conforme apurado pelo Livecoins, pelo menos outros 20 forks são negociados acima de R$ 100.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
ViaEBC
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Hacker e Bitcoin

Protocolo DeFi sofre ataque hacker e perde R$720 milhões

O protocolo de finanças descentralizadas Cream Finance sofreu um ataque que drenou 720 milhões de reais em tokens através de um ataque que utilizou...
Foto da Fachada da Prefeitura de Niterói

Niterói observa tecnologia blockchain, prestes a criar moeda digital

A cidade de Niterói é uma das que observa o potencial da tecnologia blockchain de perto, período em que também avalia criar uma moeda...

Shiba Inu ultrapassa Dogecoin em valor total de mercado

Conforme a queda do Bitcoin arrastou a maioria das criptomoedas alternativas para baixo, isso fez a Dogecoin cair mais de 8% nas últimas 24...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias