Europa aprova seu primeiro ETF de Bitcoin à vista

Solução incorporada verificável de Certificado de Energia Renovável (REC) fornecida pela Zumo; difere da compensação de carbono por abordar de forma transparente e quantificável o consumo de eletricidade do investimento em BTC.

A Jacobi Asset Management listou o primeiro ETF de Bitcoin à vista da Europa na Euronext Amsterdam. O anúncio ocorreu nesta terça-feira (15), mostrando que o bloco europeu largou na frente dos EUA.

O Jacobi FT Wilshire Bitcoin ETF representa o primeiro fundo de ativos digitais compatível com o Artigo 8 do SFDR por meio de sua estratégia de descarbonização.

A Jacobi implementou uma solução de Certificado de Energia Renovável (REC) verificável que permite aos investidores institucionais acessar os benefícios do Bitcoin e, ao mesmo tempo, atender às metas ESG.

O ETF, regulamentado pela Comissão de Serviços Financeiros de Guernsey, a GFSC, é negociado sob o código BCOIN. A ilha de Guernsey fica próxima da costa francesa e é um microestado europeu.

Os serviços de custódia são fornecidos pela Fidelity Digital AssetsSM, com Flow Traders operando como criadores de mercado e Jane Street e DRW como participantes autorizados.

O benchmark do fundo, o FT Wilshire Bitcoin Blended Price Index, é fornecido pela Wilshire Indexes com a solução REC criada em colaboração com a plataforma de ativos digitais Zumo.

Primeiro ETF de Bitcoin à vista na Europa segue regras de ESG

O Jacobi FT Wilshire Bitcoin ETF oferece uma solução de ativos digitais alinhada ao ESG, onde compradores de ETF ambientalmente conscientes podem considerar o Bitcoin em seu portfólio de investimentos, bem como auditar independentemente as reivindicações ambientais.

A solução de Jacobi difere dos produtos de compensação de carbono ao quantificar o consumo de eletricidade atribuível ao Bitcoin no ETF e comprar RECs equivalentes, o instrumento padronizado para aquisição de energia limpa.

Isso fornece prova digital de RECs, gravada de forma transparente em um blockchain, disse a empresa em nota.

Em nota a imprensa, o CEO da Jacobi Asset Management, Martin Bednall, disse ser emocionante a Europa largar na frente dos EUA em um ETF a vista de Bitcoin no mercado.

“É emocionante ver a Europa avançando à frente dos EUA ao abrir o investimento em Bitcoin para investidores institucionais que desejam acesso seguro aos benefícios de ativos digitais usando estruturas familiares e regulamentadas como nosso ETF. Ao contrário de outros produtos no mercado europeu que são instrumentos de dívida, nosso fundo possui o ativo subjacente diretamente. A Jacobi tem orgulho de ser apoiada por parceiros Tier1 na vanguarda dessa evolução do mercado de ativos digitais, ao mesmo tempo em que é pioneira em uma solução inovadora e ambientalmente correta para investidores europeus.”

Decisão da SEC nos EUA adiada

Na última segunda-feira (14), a SEC adiou uma decisão sobre aprovar ou não o ETF de bitcoin proposto pela gigante BlackRock.

Com isso, a Europa ganha atenção no mercado global e se mostra disposta a largar na frente para captar investidores profissionais interessados em um produto regulamentado de bitcoin.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias

Bitcoin 2024

Últimas notícias