Facebook não vai mais proibir propagandas de criptomoedas

De acordo com o recente anúncio, o Facebook quer tornar mais fácil para que sejam feitas propagandas sobre criptomoedas na plataforma.

Criptomoeda do Facebook Diem e Libra
Criptomoeda do Facebook

Desde o final da alta das criptomoedas em 2017 o Facebook e outras redes sociais limitaram ou até proibiram propagandas e conteúdo patrocinado sobre criptomoedas, mas aparentemente o Facebook está levantando a proibição de vez, com a empresa anunciando uma maior flexibilidade para suas campanhas promocionais.

Talvez não coincidentemente, o anúncio oficial da empresa veio após ela ter anunciando que agora se chama Meta e que vai investir ainda mais no metaverso o que também envolve o criptomercado e a blockchain. Vale lembrar também que o Facebook tentou lançar a sua moeda digital própria, a Libra, que também não deu muito certo.

De acordo com o recente anúncio, o Facebook quer tornar mais fácil para que sejam feitas propagandas sobre criptomoedas na plataforma ao expandir consideravelmente o número de licenças regulatórias que eles aceitam.

“Nós estamos fazendo isso porque o ecossistema do criptomercado continuou a amadurecer e estabilizar nos anos recentes e tem viso mais regulamentações do governo que estão criando regras para essa indústria.” , afirma o anuncio do facebook.

Propagandas sobre criptomoedas

A partir do anuncio realizado nesta quarta-feira (1), as novas políticas de propaganda do Facebook passam a ter efeito. As mudanças são focadas especificamente nas propagandas para o criptomercado, já que parece que esse vai ser um dos focos da empresa no futuro.

Segundo a publicação da empresa eles estão expandidos o número de licenças regulatórias para propagandas aceitáveis de criptomoedas de 3 para 27, uma gama muito maior para possibilidades de anúncios dentro da plataforma.

Além disso, eles estão deixando mais claro quais são essas novas políticas. 

“Essas mudanças vão ajudar a tornar nossas políticas mais adequadas e transparentes para permitir um número maior de anunciantes, incluindo pequenas empresas.”

Com isso, temos uma aproximação mais amigável do Facebook em relação aos ativos digitais e muitas outras empresas ligadas a todo o ecossistema da blockchain e, inevitavelmente, entidades ligadas a NFTs e ao Metaverso.

Pelo menos o Facebook não poderá ser chamado de hipócrita sobre as suas próximas “aventuras” como Meta.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Últimas notícias