FBI apreende bitcoins de criminosos na Binance e Paxful

Além de apreensão em corretoras, FBI declarou que apreendeu moedas de suspeitos fora de empresas.

A polícia federal dos Estados Unidos, o FBI apreendeu bitcoins em pelo menos duas corretoras, Paxful e Binance. Em comunicado liberado nesta segunda-feira (28), fica claro que a pressão contra criminosos que usam criptomoedas segue a todo vapor.

É comum que criminosos que tentem utilizar criptomoedas realizem depósitos em corretoras. Isso porque, nas plataformas é possível trocar o valor para moeda fiduciária.

Contudo, as investigações criminais já estão acompanhando o rastro do dinheiro com ferramentas especiais, assim, ao detectar uma movimentação anormal de um suspeito, é possível identificar o responsável pela transação.

FBI apreende bitcoin nas corretoras Paxful e Binance

Na fronteira com o Canadá, no estado de Maine, o FBI realizou uma operação contra Anuj Sharma. Ainda que este seja o nome de um ator indiano famoso, não está claro que ele que foi alvo de tal operação.

De qualquer forma, o suspeito tinha 1,85 BTC depositado na Binance, que foi apreendido pelo FBI após uma operação. A autoridade não revelou o que motivou sua operação, mas deu até o dia 24 de janeiro de 2023 para que o suspeito tente reaver seu valor.

Outra apreensão revelada hoje pelo FBI que chama atenção é contra o nigeriano Oluwatosin Abdulquadri Adeniran. O suspeito tinha 0,79 BTC depositado na plataforma Paxful que acabou apreendido pelas autoridades norte-americanas.

Ou seja, as duas operações em corretoras apreenderam 2,64 bitcoins, cerca de R$ 220 mil.

O FBI não divulgou a motivação das apreensões, mas ambos os suspeitos podem tentar reaver o valor em petição.

Outro suspeito teve duas carteiras Ledger apreendidas

Entre as operações em diversos estados dos Estados Unidos nos últimos meses, o FBI apreendeu 13,66 bitcoins de suspeitos.

Além das apreensões em corretoras, houve casos também de bloqueios de valores em carteiras.

O FBI também apreendeu uma carteira Ledger do suspeito Hitenkumar Ethan Patel, em Ohio. Com mais de 45 mil dólares em sua carteira, Nano Ledger S, ele foi alvo de uma operação e perdeu seus bitcoins durante a ação da polícia.

Outra Ledger do mesmo modelo em posse do suspeito foi apreendida com US$ 28 mil em altcoins, como Bitcoin Cash, Litecoin e Ethereum, aumentando o valor apreendido de Patel para mais de 70 mil dólares.

Os casos mostram que autoridades pelo mundo estão capacitadas na apreensão de criptomoedas e bitcoin. Seja a custódia em corretoras ou carteiras de hardware, tudo indica que em operações policiais será cada vez mais comum que criptomoedas sejam procuradas e apreendidas.

Em outubro de 2022, por exemplo, um ex-diretor do FBI disse que é mais fácil rastrear criptomoedas do que dinheiro de papel.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias

Bitcoin 2024

Últimas notícias