Fed não mexe nos juros e Bitcoin apresenta leve baixa

Como tem feito desde que a inflação dos EUA chegou a 10%, o Fed voltou a afirmar nesta quarta-feira (12) que seu compromisso é baixá-la até os 2%. Segundo o texto, a equipe comandada por Jerome Powell parece estar mais tranquila.

Como já era esperado pelo mercado, o Banco Central dos EUA não mexeu nos juros, deixando as taxas entre 5,25% a 5,5%. Logo após a decisão ser publicada, o Bitcoin recuou pouco mais de 1%, dos 69.800 até os US$ 68.800, mas já se recupera.

Bitcoin cai, mas se recupera, após reunião do Fed. Fonte: TradingView.
Bitcoin cai, mas se recupera, após reunião do Fed. Fonte: TradingView.

Na última sexta-feira (7), o Bitcoin iniciou uma queda dos US$ 72.000 para os US$ 67.000 após a divulgação dos dados de emprego nos EUA, usados pelo Fed para tomar decisões sobre a taxa de juros.

No entanto, o Bitcoin apresentou uma recuperação nesta quarta-feira (12) antes da reunião, saindo dos US$ 67.000 para os US$ 69.800. Isso porque outros dados mostraram que a inflação americana veio zerada no mês de maio.

Dados sobre a inflação de maio nos EUA. Fonte: BLS.
Dados sobre a inflação de maio nos EUA. Fonte: BLS.

Apesar desse ser o melhor número dos últimos meses, a inflação anual está em 3,3%, ainda longe da meta do Fed.

Devido a esses dois dados, com a economia ainda aquecida (gerando empregos) e a inflação longe dos 2%, é possível que o BC americano esteja confortável para manter os juros como estão por mais tempo.

Fed repete as mesmas falas, mas mercado está otimista

Como tem feito desde que a inflação dos EUA chegou a 10%, o Fed voltou a afirmar nesta quarta-feira (12) que seu compromisso é baixá-la até os 2%. Segundo o texto, a equipe comandada por Jerome Powell parece estar mais tranquila.

“O Comitê procura atingir o nível máximo de emprego e de inflação à taxa de 2% no longo prazo”, comentou o Fed. “O Comitê considera que os riscos para alcançar os seus objetivos de emprego e inflação evoluíram para um melhor equilíbrio ao longo do último ano.”

Em outras palavras, o risco de uma recessão parece estar distante e, ao mesmo tempo, a inflação está caminhando rumo ao objetivo do BC americano.

Embora o Bitcoin tenha apresentado um breve recuo, de cerca de 1%, o mercado está mais animado. Isso porque a ferramenta de previsão do CME aponta para 79,6% de chance de que hajam dois cortes ainda em 2024. Anteriormente, esse número estava em apenas 52,4%.

Mercado está mais confiante em 2 cortes nos juros ainda em 2024. Fonte: CME FedWatch Tool.
Mercado está mais confiante em 2 cortes nos juros ainda em 2024. Fonte: CME FedWatch Tool.

Por fim, investidores podem esperar por um bom final de ano. Isso porque além de possíveis cortes nos juros, os EUA também podem eleger um presidente pró-Bitcoin em novembro. Nesta semana, Donald Trump defendeu novamente o setor, agora falando sobre mineradoras.

No momento desta redação, Jerome Powell, presidente do Fed, está comentando sobre a decisão ao vivo. Conforme ele pode revelar pistas sobre os próximos passos do BC americano, é possível que suas falas mexam no preço do Bitcoin novamente nos próximos minutos.

A live pode ser assistida na íntegra abaixo.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias

Bitcoin 2024

Últimas notícias