Bitcoin enfrenta queda após publicação de dados de emprego nos EUA

Segundo a ferramenta FedWatch do CME, o mercado espera que o BC americano mantenha os juros nos níveis atuais, entre 5,25 a 5,5%, na próxima reunião, marcada para quarta-feira (12).

O Bitcoin passou por uma rápida queda nesta manhã de sexta-feira (7) após a publicação dos dados de emprego nos EUA. Em questão de 15 minutos, a criptomoeda saiu dos US$ 72.000 para os US$ 70.600, perdendo cerca de US$ 1.400 e pausando seus ganhos.

Segundo informações do Departamento de Estatísticas do Trabalho dos EUA (BLS, na sigla inglesa), cerca de 272.000 empregos foram criados em maio, um número muito acima do esperado pelo mercado.

Embora seja uma boa notícia, isso também mostra que a economia americana continua aquecida mesmo com as taxas de juros em seu maior nível desde o ano de 2000.

Portanto, os dados pressionam o Banco Central americano para manter os juros altos e tentar controlar a perda de valor do dólar. Já o mercado, obviamente, viu isso como uma notícia negativa.

Dados de emprego nos EUA fazem Bitcoin frear ganhos, apresentando grande vela vermelha de venda em seu gráfico contra o dólar americano. Fonte: TradingView.
Dados de emprego nos EUA fazem Bitcoin frear ganhos, apresentando grande vela vermelha de venda em seu gráfico contra o dólar americano. Fonte: TradingView.

Dados mistos podem estar por trás da recuperação do Bitcoin

Como visto no gráfico acima, o Bitcoin voltou a subir nos minutos seguintes e já opera na faixa dos US$ 71.500. O motivo dessa recuperação também pode estar ligada aos dados publicados pelo BLS.

Isso porque a taxa de desemprego nos EUA subiu para 4%, seu maior nível desde 2021. Portanto, os resultados foram mistos, mostrando que o aperto monetário do Fed pode estar funcionando.

Taxa de desemprego nos EUA chega a 4%, maior nível desde 2021, deixando dados mistos. Fonte: BLS.
Taxa de desemprego nos EUA chega a 4%, maior nível desde 2021, deixando dados mistos. Fonte: BLS.

Segundo a ferramenta FedWatch do CME, o mercado espera que o BC americano mantenha os juros nos níveis atuais, entre 5,25 a 5,5%, na próxima reunião, marcada para quarta-feira (12).

As previsões apontam que os cortes devem começar em setembro, chegando a um máximo de dois cortes no ano.

Previsões sobre corte na taxa de juros pelo Fed. Fonte: CME FedWatch Tool.
Previsões sobre corte na taxa de juros pelo Fed. Fonte: CME FedWatch Tool.

Somado a isso, as eleições presidenciais americanas estão marcadas para novembro. Investidores esperam que o Bitcoin passe por uma grande alta no segundo trimestre de 2024 devido a esse cenário.

O banco britânico Standard Chartered, por exemplo, afirmou que o BTC pode alcançar os US$ 150.000 com a vitória de Donald Trump. No texto, os analistas destacam que Trump é mais amigável com o setor cripto do que Joe Biden, algo com o qual empreendedores concordam.

Outro destaque são os ETFs de Bitcoin. Isso porque eles tiveram seu segundo melhor dia da história nesta semana após entradas de R$ 4,7 bilhões na terça-feira (4). Já o Banco Central Europeu cortou os juros pela primeira vez desde 2019 nesta quinta-feira (6), algo bem visto pelo mercado.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de criptomoedas do mercado ganhe até 100 USDT em cashback. Cadastre-se

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias

Últimas notícias