Fintech Fastcash ajuda Atlas Quantum a pulverizar patrimônios e ativos de investidores, diz Justiça

Em decisão publicada na segunda-feira (14), a Justiça reconheceu que as duas empresas fazem parte do mesmo grupo econômico

-

Siga no
Anúncio

O juiz Claudio Teixeira Villar, da 2ª Vara Civil de Santos, decidiu na segunda-feira (14) que a Fastcash – fintech de soluções de pagamento online – faz parte do mesmo grupo econômico que a Atlas Quantum e, por isso, deve responder pela dívida da empresa.

Além disso, o magistrado também informou que a fintech e a Atlas Quantum – que não liberam pagamentos desde agosto do ano passado – estão pulverizando patrimônios e dificultando a localização dos ativos dos investidores lesados.

A decisão – que não é definitiva e é passível de recurso – foi publicada dentro de um processo movido por um investidor que tem R$ 400 mil presos na Atlas. Vale lembrar que foi a primeira vez que a Justiça reconheceu que as duas empresas têm, de fato, relações societárias.

Anúncio

“Acolho o incidente e o faço para declarar a existência de grupo econômico entre as empresas executadas e as terceiras FASTCASH CORRESPONDENTE BANCÁRIO EIRELI, CNPJ 23.458.401/0001-95, e FASTCASH PAGAMENTOS DIGITAIS S.A., CNPJ, 26.051.746/0001-18, autorizando o direcionamento da execução contra essas empresas para todos os fins, inclusive no tocante ao arresto já realizado em desfavor delas, neste ato se convertendo em penhora”, disse o juiz.

Fastcash nega relação com Atlas Quantum

Em junho, a defesa da Fastcash informou ao Livecoins que não fazia parte do mesmo grupo econômico que a Atlas Quantum. Em nota enviada à reportagem, a fintech disse que seria apenas uma prestadora de serviços;

Na época, a defesa também relatou que advogados que haviam defendido a tese da relação societária entre as duas empresas teriam se retratado na Justiça. Informou ainda que investidores que haviam citado a fintech em processos contra a Atlas teriam que responder pelos danos gerados à imagem do negócio, além de pagar pelos honorários advocatícios.

Conforme apurou o Livecoins, só no Tribunal de Justiça de São Paulo a Fastcash é citada em pelo menos 45 processos envolvendo a Atlas Quantum.

O CEO da fintech, Renato da Silva Filho, também concedeu entrevista para o Livecoins em junho. Ele disse que “foi uma infelicidade da empresa ter a Atlas Quantum como cliente” e que a Fastcash é uma “uma empresa séria, que processou R$ 1 bilhão de pagamentos no ano passado e tem 15 mil clientes”.

Fastcash era laranja da Atlas, diz juiz

Na decisão que reconhece o agrupamento econômico entre as duas empresas, o juiz Claudio Teixeira Villar também disse que, ao longo do processo, a Fastcash não conseguiu provar que era apenas uma prestadora de serviços.

“Ora, seria tão simples demonstrar o exercício dessa atividade mediante exibição de contratos com terceiros ou extratos que indicassem o recebimento e posterior repasse dos fundos. Mas não. Nada há senão alegações e o contrato firmado com a própria ATLAS, certamente na cautela e prevenção de, debalde, tentar dar ares de legalidade a uma operação de “laranjas” por meio das empresas coligadas”, escreveu na decisão.

Ainda na decisão, o juiz Teixeira Vilar disse que ficou claro que a Fastcash “passou a ser operador financeiro do grupo ATLAS, tanto que efetuou pagamento de folha de pagamento e diversos tributos em prol da ATLAS, não se tendo notícia de caráter benemerente da FASTCASH para satisfação de obrigações de terceiros”.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Leia mais sobre:
Lucas Marins
Lucas Marins
Jornalista desde 2010. Escreve para Livecoins e UOL. Já foi repórter da Gazeta do Povo e da Agência Estadual de Notícias (AEN).
Hacker segurando criptomoeda Bitcoin

Grupo de hackers atacavam gamers para roubar Bitcoin

Um grupo de hackers baseado na China atacavam vários gamers em um elaborado plano. As autoridades que investigavam o grupo aponta que há anos...
Pantanal pegando fogo queimadas bitcoin

Doações de Bitcoin começam a chegar para combater queimadas no Pantanal

Algumas doações em Bitcoin começam a chegar para apoiar o combate às queimadas no Pantanal. O dinheiro está sendo arrecadado em uma campanha pela...

Fastcash diz que juiz se baseou em “estratégia criminosa” para reconhecer relação entre fintech...

No início desta semana, o juiz Claudio Teixeira Villar, da 2ª Vara Civil de Santos, informou em decisão judicial que a fintech Fastcash e...

Últimas notícias

Doações de Bitcoin começam a chegar para combater queimadas no Pantanal

Algumas doações em Bitcoin começam a chegar para apoiar o combate às queimadas no Pantanal. O dinheiro está sendo arrecadado em uma campanha pela...

Ex-líderes da Genbit, suspeita de pirâmide financeira, abrem novas empresas

Antigos líderes da Genbit, empresa acusada de sumir com R$ 1 bilhão dos investidores, lançaram novas empresas no Brasil. O objetivo dos negócios, segundo comunicado...

Indicador mostra oportunidade no Bitcoin pela primeira vez desde março

Desde que os impactos do novo coronavírus assolaram os mercados financeiros em março, investidores adotaram uma postura de cautela. Mas um indicador do Bitcoin que...