França reconhece bitcoin como forma de dinheiro legal

O veredito confirma que a criptomoeda é um ativo intangível e fungível. Assim sendo, ele pode ser usado livremente em todo o território francês.

Siga no
Bitcoin na França
Bitcoin e Torre Eiffel

Na medida em que o mercado de criptomoedas consolida cada vez mais sua importância em meio à crise econômica global provocada pelo coronavírus, mais um país legalizou o bitcoin como forma de dinheiro.

No final de fevereiro o Tribunal Comercial de Nanterre, na França, decidiu que o Bitcoin passa a ser uma forma de dinheiro legalizada no país. Apesar da decisão ter sido tomada há um tempo, o fato ganhou visibilidade apenas recentemente.

As informações do jornal francês Les Échos divulgou a decisão. De acordo com o veículo, a expectativa é de que esta decisão melhore a segurança jurídica das transações de Bitcoin.

O veredito do tribunal confirma que a criptomoeda é um ativo intangível, fungível e semelhante a uma moeda fiduciária. Assim sendo, ele pode ser usado livremente em todo o território francês.

Esta discussão teve início no país em 2014, por meio de uma disputa entre a corretora francesa de ativos digitais Paymium e a empresa de investimentos inglesa BitSpread.

Uma nova realidade para o Bitcoin

A popularização crescente da criptomoeda em todo o mundo, inclusive pela desvalorização contínua das moedas tradicionais está fazendo com que vários países revejam seus conceitos com relação a ela.

Na Europa, antes da França a Alemanha se tornou o primeiro país do continente a reconhecer o Bitcoin como dinheiro privado. Assim, o ativo digital foi legalizado em todo o território.

Estas ações permitem que investidores comecem a utilizar o Bitcoin livremente, o que dará mais liquidez para a criptomoeda.

E levando em conta que o halving (evento que cortará a oferta de bitcoin pela metade e tende a aumentar seus preços) acontece neste mês, a expectativa é de que o ativo digital tenha um importante papel de protagonismo a curto e a médio prazo.

Para alguns países ao redor do mundo, os ativos digitais já fazem parte da realidade de suas finanças. Entretanto, de forma geral ainda há uma certa desconfiança com relação ao Bitcoin, ligada sobretudo ao falta de informação sobre o funcionamento da criptomoeda e as formas de se investir nela.

Portanto, a possibilidade cada vez maior de popularização e legalização do bitcoin ao redor do mundo pode mudar esta perspectiva em breve.

Jeferson Scholz
Jeferson Scholz
Jornalista. Escrevi dois artigos acadêmicos publicados no congresso de comunicação INTERCOM, e fui diretor do documentário universitário "Planeta dos Desmortos - O Mito Zumbi".

Miami pode ser a primeira cidade a ter reservas em Bitcoin

O prefeito de Miami, Francis Suarez, vem, desde dezembro de 2020, considerando apostar no Bitcoin para fazer parte das reservas da cidade. Segundo Suarez,...
PayPal e Bitcoin criptomoedas blockchain

Ações do PayPal podem valorizar 46% “graças ao Bitcoin”, diz analista

Por causa do Bitcoin, o PayPal pode alcançar uma incrível valorização no preço das suas ações. Um analista da Mizuho Securities elevou sua estimativa...

Irã sofre com apagões, governo culpa mineração de Bitcoin

O governo do Irã tem apontado que os recentes apagões ocorridos no país têm sido causados pelo alto consumo das fazendas de mineração de...

Cotações por TradingView

Últimas notícias

Ações do PayPal podem valorizar 46% “graças ao Bitcoin”, diz analista

Por causa do Bitcoin, o PayPal pode alcançar uma incrível valorização no preço das suas ações. Um analista da Mizuho Securities elevou sua estimativa...

Irã sofre com apagões, governo culpa mineração de Bitcoin

O governo do Irã tem apontado que os recentes apagões ocorridos no país têm sido causados pelo alto consumo das fazendas de mineração de...

Banco Central da Nova Zelândia é hackeado

Há uma semana, no domingo (10), o Banco Central da Nova Zelândia foi alvo de um ataque hacker que deixou graves consequências. As autoridades...

Binance abre inscrições para voluntários no Brasil

Quem busca empreender com criptomoedas ou mesmo ingressar nas comunidades brasileiras, uma oportunidade de aprendizado surgiu nos últimos dias. A Binance, a maior maior...

Uganda desliga internet, comércio de bitcoins para de funcionar

Na véspera das eleições presidenciais, o governo da Uganda bloqueou, sem avisar, a Internet de toda população. Isso ocorreu depois de os ugandeses contornarem...