Futuro do Ethereum é muito mais incerto que do Bitcoin, diz Antonopoulos

O educador diz que a quantidade de coisas que podem ser feitas na plataforma Ethereum tornam as narrativas de mercado confusas.

Siga no
Ash Bennington entrevista Andreas M. Antonopoulos. Imagem: Real Vision
Ash Bennington entrevista Andreas M. Antonopoulos. Imagem: Real Vision

O futuro do Ethereum é uma tela em branco, em comparação com o Bitcoin, disse o especialista veterano, Andreas Antonopoulos, em uma entrevista para à Real Vision.

Antonopoulos é um dos nomes mais respeitados e admirados da indústria de criptomoedas, ele é autor do best-sellers Mastering Bitcoin, palestrante e educador. Ele é conhecido por tornar assuntos complexos em fáceis de entender e destacar os impactos positivos e negativos que essas tecnologias podem ter na sociedade.

Andreas também é conhecido como uma fonte neutra, imparcial e confiável de informações sobre Bitcoin e blockchain.

Na entrevista à Real Vision, Antonopoulos disse que a vasta quantidade de casos de uso potenciais da plataforma Ethereum torna difícil identificar exatamente o que está reservado para o futuro da segunda maior criptomoeda do mundo em valor de mercado.

Futuro do Ethereum é mais incerto que do Bitcoin

Durante a entrevista Antonopoulos disse que, apesar de o design do Bitcoin ser comparativamente simples, o Ethereum usa programas abertos e de uso geral. Ele afirma que isso torna o Ethereum mais versátil, mas tem um custo.

O educador explica que as criptomoedas possibilitaram a inovação de serviços financeiros, observando que o fato de qualquer pessoa poder inovar sem supervisão criou um ambiente de “faroeste” com muitos “vendedores de óleo de cobra.”

“O custo é que, para que esse sistema possa evoluir, é necessário ter uma iteração muito mais rápida. Você vai tropeçar muitas vezes nesse caminho. Você terá algumas perdas espetaculares e catastróficas. É o Velho Oeste do Velho Oeste.”

O educador diz que a quantidade de coisas que podem ser feitas na plataforma Ethereum tornam as narrativas de mercado confusas. Como exemplo ele cita a bolha das ICOs em 2017 e os tokens colecionais, NFTs.

À luz disso, ele infere que é por isso que há um ceticismo defensivo significativo no Bitcoin em relação a outros novos projetos no mercado.

“O futuro do Ethereum, é claro, é muito mais incerto do que o do Bitcoin. Como os casos de uso do Ethereum são muito mais abertos, porque é um blockchain programável com tantas possibilidades diferentes, você tende a ter uma chicotada se tentar prestar atenção em qual é o modelo atual do que o Ethereum está perseguindo agora. São ICOs, como era em 2017? São tokens, como era pouco antes e pouco depois? É o financiamento descentralizado, o que tem feito nos últimos 2 e 1/2, três anos? São tokens não fungíveis? A resposta simples é todas as anteriores e o que quer que permaneça. E isso pode ser desorientador, confuso e muito parecido com uma abordagem dispersa para a inovação.”

Regulação

Antonopoulos também diz que o mercado de criptomoedas terá que suportar novos precedentes regulatórios, mas não necessariamente o vê como algo ruim, porque, apesar de haver inovação no mercado, surgiram vários golpes que prejudicaram várias pessoas.

“A introdução de blockchains em 2009 basicamente demoliu todas as paredes e deu a capacidade de qualquer um inovar sem supervisão, e ir em qualquer direção que quisesse e jogar algo lá fora no mundo que é, desde o início, global, robusto, imprevisível e escalonável. E, é claro, isso joga uma grande e velha chave inglesa perturbadora em toda a estrutura regulatória estabelecida…”

“O resultado final é que temos que abraçar tanto o bom quanto o ruim da inovação aberta e irrestrita. O bom, agora estamos vendo o maior nível de inovação, em sistemas distribuídos e em serviços financeiros que vimos nos últimos 300, 400 anos… E, ao mesmo tempo, estamos vendo os golpes mais audaciosos, esquemas Ponzi, pirâmides, roubos que estão acontecendo e muitos compradores e investidores ingênuos sendo enganados.”

A entrevista completa pode ser vista neste link.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Livecoins
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.

Dogecoin passa banco Itaú, Santander e Bradesco em valor de mercado

Dogecoin, a criptomoeda feita como uma piada, surpreendeu o mundo após disparar 150% em poucas horas e ser negociada por um valor recorde de...

Pelé terá coleção NFT na plataforma Ethernity

Edison Arantes do Nascimento, conhecido mundialmente como Pelé, é o mais famoso jogador de futebol da história e é um grande ícone para os...

Rothschild investe R$ 26 milhões em Ethereum

A Rothschild Investment adquiriu mais de 265.302 ações da Grayscale Ethereum Trust, marcando seu primeiro investimento em Ethereum, o ativo digital nativo da plataforma...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias