Garmin é alvo de ransomware, mas já recupera sistemas

Empresa dos EUA ficou o último fim de semana ‘offline’ para clientes!

Siga no
Empresa Garmin
Empresa Garmin - Reprodução/Garmin

Mais uma empresa alvo de um ataque ransomware, dessa vez a Garmin foi a afetada por uma vulnerabilidade. Com o ataque, o último fim de semana foi de prejuízo para os clientes da empresa, que fabrica uma série de itens de luxo.

O foco da Garmin é o comércio de itens de luxo, como dispositivos vestíveis, como relógios inteligentes. A empresa também tem em sua linha de produção vários produtos que utilizam o sistema de GPS, que foram afetados no último fim de semana.

Normalmente, ataques ransomware criptografam os dados das vítimas e passam a solicitar pagamentos para resgates. Tais pagamentos são exigidos em criptomoedas, como o Bitcoin ou até Monero, por exemplo.

Garmin é alvo de ataque ransomware que prejudica serviço oferecidos para clientes

Nos últimos anos, com mais pessoas ingressando na internet, os ataques hackers ficaram cada vez mais sofisticados. Dessa forma, uma das piores pragas digitais dos últimos tempos, os ransomwares, foram criados.

Quando é instalado no computador de uma vítima, o ransomware imediatamente bloqueia o acesso aos arquivos. Utilizando criptografias de última geração, os hackers pedem criptomoedas para liberar novamente o acesso aos dados.

Várias empresas e pessoas físicas têm estado em alerta com essa realidade, que afeta muitos negócios. Na última quinta-feira (23), foi a vez da Garmin, que teve problemas com um ataque ransomware.

A Garmin Ltd. foi vítima de um ataque cibernético que criptografou alguns de nossos sistemas em 23 de julho de 2020. Como resultado, muitos de nossos serviços on-line foram interrompidos, incluindo funções do site, suporte ao cliente, aplicativos voltados para o cliente e comunicações da empresa. Começamos imediatamente a avaliar a natureza do ataque e iniciamos a correção.

A empresa teve problemas diversos, e os clientes ainda tiveram problemas em seus dispositivos. Um dos serviços afetados, muito utilizado nos relógios da marca, foi o Garmin Connect, que registra, analisa e compartilha atividades fitness dos donos.

Empresa tem conseguido recuperar os sistemas rapidamente

Nesta segunda-feira (27), quatro dias após o problema vir a tona, a Garmin afirmou que a resolução do problema está em estágio avançado. Isso porque, vários sistemas que haviam sido afetados já foram recuperados. A empresa deixou claro, via Twitter, que nem todos estão 100% ainda.

Temos o prazer de informar que muitos dos sistemas e serviços afetados pela recente interrupção, incluindo o Garmin Connect, estão retornando à operação. Alguns recursos ainda têm limitações temporárias enquanto todos os dados estão sendo processados.

De fato, a Garmin afirmou que o ransomware do qual foi alvo não comprometeu dados de seus clientes. Além disso, a empresa não deixou claro quanto foi pedido pelo resgate nem qual criptomoeda os hackers solicitaram como pagamento.

No ano de 2020, em meio a pandemia, subiu o número de empresas que foram alvos de ataques hackers. No Brasil, por exemplo, até unidades de saúde do Rio de Janeiro foram alvos de ataques, comprometendo o acompanhamento de pacientes com suspeita de estarem infectados pelo novo coronavírus.

Os ransomwares são ataques hackers sofisticados, sendo que para se prevenir, é importante manter softwares originais no computador e sempre atualizados. Além disso, evitar o download de arquivos de fontes desconhecidas assim como clicar em links suspeitos, são maneiras de evitar os temidos ransomwares.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Empresa listada na Nasdaq compra R$ 820 milhões em Bitcoin

A Marathon Patent Group, empresa de capital aberto listada na Nasdaq, comprou 4.812 bitcoins por um total de US $ 150 milhões, aproximadamente R$...
Youtuber que decifrou YouTube vai enviar Bitcoin para lua

Jovem que decifrou YouTube promete enviar Bitcoin para lua

Um homem conhecido por ter "decifrado o YouTube" afirmou em uma live recente que quer enviar US $ 1 milhão em Bitcoin para a...
Banco dos EUA JPMorgan - Bitcoin BTC Criptomoedas

JPMorgan: “Bitcoin não vai voltar aos US $ 40 mil nas condições atuais”

Aqueles que esperam uma recuperação do Bitcoin devem saber que a moeda digital enfrentará dificuldades, de acordo com analistas do JPMorgan. O preço da...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias

Jovem que decifrou YouTube promete enviar Bitcoin para lua

Um homem conhecido por ter "decifrado o YouTube" afirmou em uma live recente que quer enviar US $ 1 milhão em Bitcoin para a...

JPMorgan: “Bitcoin não vai voltar aos US $ 40 mil nas condições atuais”

Aqueles que esperam uma recuperação do Bitcoin devem saber que a moeda digital enfrentará dificuldades, de acordo com analistas do JPMorgan. O preço da...

Funcionários públicos da Rússia são proibidos de ter Bitcoin e outras criptomoedas

A Rússia criou uma lei proibindo os funcionários públicos do país de guardar Bitcoin. Nem os políticos do país poderão manter criptomoedas, sendo a...

Ethereum completa sete anos em meio a alta histórica

A criptomoeda Ethereum completou sete anos no dia 23 de janeiro em meio a nova alta histórica no preço, mostrando que a moeda tem...

Coinbase revela ter 43 milhões de clientes

Fundada em 2012, a Coinbase é reconhecida como uma das principais estruturas de negociação de criptomoedas. Aquelas moedas que são listadas pela corretora normalmente...