Inicio Bitcoin Golpe? Carteiras da QuadrigaCX estavam vazias antes de dono morrer

Golpe? Carteiras da QuadrigaCX estavam vazias antes de dono morrer

Mais de US$ 190 milhões de dólares sumiram com a morte de Gerar Cotten.

-

Compartilhe
Morte de CEO da QuadrigaCX parece ser golpe

A exchange canadense QuadrigaCX está envolvida em um escândalo que ganhou mais um novo capítulo no mercado. Após o CEO da empresa morrer recentemente, mais de US$ 190 milhões foram dados como perdidos pela empresa. Porém, alguma coisa nessa história pode estar errado após uma grande revelação da Ernst & Young.

A QuadrigaCX foi um dos assuntos mais comentados no início de 2019. A exchange é uma das maiores do Canadá e teve seu nome devastado após a morte do criador da empresa. O Gerar Cotten morreu após uma viagem para a Índia e sua morte praticamente destruiu os negócios da QuadrigaCX.

CEO criador da QuadrigaCX morreu recentemente

Gerard Cotten era a única pessoa que supostamente tinha acesso a senhas que davam acesso às carteiras frias da QuadrigaCX. Com a morte do criador da exchange, mais ninguém podia acessar as carteiras. E o que mais espantou foi a quantidade de criptomoedas que supostamente estava armazenada nessas carteiras: mais de 190 milhões de dólares.

Essa quantia impressionante pertence a milhares de usuários da QuadrigaCX. Vários deles processaram a empresa na justiça canadense e esperam reaver os seus fundos. Até então isso parecia ser algo completamente perdido, mas no novo relatório da Ernst & Young contesta essa afirmação.

Empresa entrega relatório desmentindo exchange canadense

- Publicidade -

A Ernst & Young é uma empresa de consultoria que foi utilizada para acompanhar os negócios da QuadrigaCX após a morte de Cotten. Desde o dia a primeira semana de fevereiro de 2019 a empresa emitiu três relatórios. O último documento da empresa que presta uma auditoria jurídica ao caso atesta que as carteiras frias deixaram de ser usadas há muito tempo pela exchange canadense.

Além disso, a empresa que investiga o caso descobriu 14 contas que foram abertas na QuadrigaCX de forma completamente suspeita. Sem revelar maiores detalhes, a Ernst & Young declarou que uma dessas contas é pessoal e foi criada no nome do falecido Cotten.

Com essa afirmação comprovada, a Ernst & Young revela que a QuadrigaCX pode estar envolvida em um verdadeiro golpe. A empresa responsável por investigar a exchange concluiu que desde abril de 2018 as carteiras frias não eram utilizadas. Ou seja, os US$ 190 milhões que sumiram não estão armazenados onde todos da empresa afirmavam. E somando esse comportamento estranho que foi desvendado pela Ernst & Young com a súbita morte de Cotten ficará difícil da QuadrigaCX provar o contrário.

“Até o momento, os requerentes não conseguiram identificar uma razão pela qual a QuadrigaCX pode ter parado de usar as carteiras identificadas de Bitcoin frio em abril de 2018”.

XDEX: Negocie bitcoin com TAXA ZERO. Aproveite também para negociar outras 6 criptomoedas com as menores taxas do mercado. Abra sua conta, é grátis!
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter para começar e terminar o dia bem informado. Cadastra-se também na Newsletter para receber em seu e-mail.

MAIS LIDOS

Justiça criminal vai julgar acusações de pirâmide financeira contra a Unick Forex

O Ministério Público Federal (MPF) apresentou uma denúncia contra a Unick Forex. A empresa, que já foi acusada de ser uma “pirâmide financeira”, foi...

“Dinheiro não existe”: justiça orienta vítimas a sacarem tudo da Unick Forex

A Unick Forex está sendo investigada pela justiça brasileira. Após uma filial do escritório da empresa ser fechado no interior do Rio Grande do...

Operação da PF derruba negócio da Indeal

A Operação Egypto foi deflagrada na manhã desta terça-feira (21) envolvendo cerca de 150 agentes. A investigação procura desmantelar os negócios da Indeal, com...
 
Compartilhe