Após cair em suposto golpe com Bitcoin, homem processa apresentador de “Os Donos da Bola”

Cliente da empresa Brasil Trader alega que investiu após ver programa e acreditar em rentabilidade fixa. Valores não têm sido repassados a investidores, que teriam sido informados que empresa faliu.

Siga no
Capa da página Os Donos da Bola no Facebook, golpe com Bitcoin teria afetado homem que assistiu programa
Capa da página Os Donos da Bola no Facebook/Reprodução

Após assistir um programa exibido no interior de São Paulo e cair em um suposto golpe com Bitcoin, um homem resolveu processar o apresentador do programa “Os Donos da Bola”, da TV Bandeirantes de Campinas. A promessa era de ganhos altos com um robô milagroso de negociações.

A promessa era feita pela empresa ‘Brasil Trader Desenvolvimento e Serviços Digitais LTDA’. Com um robô operando em dólar e criptomoedas, a empresa garantia lucros altos no mercado.

O suposto robô atuava até com inteligência artificial, dizia o presidente do negócio. O Livecoins entrou em contato com o presidente da Brasil Trader, Marco Aurélio Baptista de Moraes, para esclarecer os fatos sobre os atrasos de saques.

No dia 4 de maio de 2020, o programa ‘Os Donos da Bola’ de Campinas, interior de São Paulo, apresentou uma dica de investimentos para sua audiência.

Na ocasião, o investimento seria feito na empresa Brasil Trader, com uma proposta apresentada pelo presidente do negócio.

A apresentação foi compartilhada nas redes sociais da empresa, que teria então captado mais investidores.

“Brasil Trader teria falido”, diz investidor que conheceu negócio em programa de TV

Um dos investidores que acreditou no negócio investiu cerca de R$ 10 mil para tentar obter os rendimentos prometidos.

No entanto, recentemente a empresa teria comunicado aos seus clientes que estaria com as suas contas bancárias zeradas.

Ou seja, a Brasil Trader teria falido, mesmo operando com um robô de negociações com inteligência artificial de última geração, afirmou o autor do processo.

Além disso, os valores dos clientes teriam sido perdidos nas negociações da empresa. Dessa forma, não haveria, de acordo com o autor do processo, como receber os rendimentos prometidos, muito menos o aporte na empresa.

O investidor ingressou agora com processo no Tribunal de Justiça de São Paulo contra a Brasil Trader e o apresentador do “Os Donos da Bola”.

Apresentador do “Os Donos da Bola” é avalista moral do suposto golpe

O autor narrou na petição inicial do processo que o apresentador do “Os Donos da Bola”, José Carlos Batista, é avalista moral do possível golpe.

Como ele teria apresentado a dica em seu programa, aparentemente furada, o investidor o colocou como parte ré no processo.

“Alega, ainda, que o requerido José Carlos Batista é responsável pelo prejuízo narrados na petição inicial, pois foi influenciado pela propaganda realizada em seu programa “Dono da Bola” para realização dos investimentos financeiros. Dessa forma, ele deve ser considerado uma “avalista moral”, garantidor dos investimentos.”, cita o despacho do processo contra a Brasil Trader.

O investidor pediu bloqueio de R$ 30 mil da Brasil Trader no judiciário paulista. O juiz que analisou o caso, indeferiu o pedido de urgência e deu 15 dias para que a Brasil Trader e o apresentador José Carlos se defendam.

Procurados pelo Livecoins, os representantes da Brasil Trader não comentaram o processo até o fechamento desta matéria. O espaço fica aberto para manifestações.

No Brasil, muitos golpes com Bitcoin assolaram investidores, sempre com altas promessas de rendimentos fixas. Na cidade de Campinas mesmo, a Genbit deixou inúmeros investidores no prejuízo, com processos se acumulando no judiciário nacional contra a empresa.

Resposta da empresa

A Brasil Trader Desenvolvimento e Serviços Digitais, vem a público esclarecer às
seguintes informações conforme abaixo descritas.

Trata-se de empresa de TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO FINANCEIRA, a qual prestava
serviços de aluguel de Expert Advisors (EAs) para atuação no mercado de Forex. A
configuração do setup do robô era de responsabilidade do cliente, o qual DEVERIA
fazer o treinamento que era disponibilizado a todos os clientes.

A atuação da empresa não se restringia ao setor financeiro, ao contrário, a empresa
desenvolveu um jogo de tabuleiro voltado educação financeira para crianças e
adolescentes, desenvolveu também um mascote, cursos de formação de traders, bem
como o plano de expansão envolvendo o setor de franquias. Todas essas atividades
comerciais não financeiras envolviam risco.

Ao contrário da matéria veiculada no site Livecoins, a Brasil Trader não operava robôs
de criptomoedas, e sim de forex, tampouco prometia qualquer rentabilidade fixa.
Os clientes possuíam contas individuais e eram responsáveis pela montagem do setup
de risco de suas respectivas contas, bem como a gestão das mesmas.

Nunca houve qualquer promessa de rentabilidade fixa, ou mesmo de lucro, até mesmo
porque o pagamento do EA era na base de 50% da performance sobre eventual lucro do
cliente.

Não é demasiado esclarecer que na hipótese de perda financeira, o recurso investido
pelo cliente não é direcionado para a empresa que presta os serviços do robô, mas ele é
consumido pelo mercado.

Os motivos dos clientes não receberem seus rendimentos foi a perda financeira, causada
pelos próprios clientes, os quais buscavam rentabilidades com alta alavancagem e num
momento de crise financeira mundial vieram a perder seu capital, deixando as contas
sem margem de operação. Todos os clientes antes de abrir a conta possuíam ciência do
risco, alertado pela própria corretora.

Diferentemente do exposto, a empresa não faliu, apenas cessou toda e qualquer captação
de clientes. Os atendimentos seguem normalmente, e eventual responsabilidade está
sendo discutida nas ações judiciais em andamento no Judiciário.

Mister destacar que muitos clientes que se dizem vítimas, efetuaram inúmeros saques
deixando suas contas expostas, com pouca margem e alta alavancagem,  buscando
rendimentos acima de 10% (dez por cento) ao mês, os quais eram CIENTES do risco, e
diante de grandes perdas agravadas pela crise da pandemia SARS- COVID19, optaram
por prosseguir sem aceitar a perda, sem acionar stop, vindo a sofrer perdas financeiras. 
Digno de nota, que diversas pessoas optam por alto grau de risco e depois da perda
tentam encontrar culpados pelas suas escolhas, tentando se beneficiar da própria
torpeza.

Vale dizer que os sócios da empresa têm recebidos inúmeras ameaças de pessoas que
se dizem vítimas, cujas quais já informaram que caso não recebam, irão matar as
pessoas próximas; tais fatos já foram noticiados e a polícia especializada está
investigando o ocorrido.  

Sem mais para o momento, colocamo-nos à inteira disposição para outros
esclarecimentos que se façam necessários.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Dúvida sobre o Bitcoin ser caçado pela China

China pode estar planejando cancelar proibição do Bitcoin

A China tem sido um dos países que mais aparece nos holofotes do setor financeiro, seja ele o tradicional ou então o criptomercado. Com...

Alemanha vai leiloar R$ 75,2 milhões em Bitcoin

O leilão de criptomoedas realizados por diferentes governos tem sido algo cada vez mais comum, e desta vez um estado da Alemanha vai leiloar...
Rafael Portugal em uma live pelo Instagram

“Não perdi nada” – Rafael Portugal consegue bloquear R$ 1,4 milhão da empresa do...

Em uma publicação em seu Instagram, o ator do "Porta dos Fundos" Rafael Portugal afirmou que "não perdeu nada". Agradecendo o carinho dos fãs...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias