CIO da Guggenheim diz que sem dinheiro institucional Bitcoin pode cair até US$ 20 mil

Ele também disse que os investidores institucionais são responsáveis ​​pela alta quando o preço era de US $ 10.000 em setembro e alcançou os US $ 29.000 no final do ano.

Siga no
Guggenheim
Guggenheim

De acordo com o diretor de investimentos da Guggenheim Partners, Scott Minerd, a demanda de investidores institucionais não é suficiente para sustentar o atual preço do Bitcoin.

“No momento, a realidade da demanda institucional que suportaria um preço de $ 35.000 ou mesmo $ 30.000 não está lá. Não acho que a base de investidores seja ampla e profunda o suficiente agora para suportar esse tipo de avaliação.” 

Ele quis dizer, que apesar da forte alta do Bitcoin ter sido em parte pela entrada dos investidores institucionais, que o fez atingir a alta recorde de US $ 42.000, a demanda por Bitcoin apenas pelas instituições não será suficiente para impulsionar uma maior valorização.

Segundo Minerd, na verdade, as instituições não poderão nem mesmo ser capazes de sustentar o nível de preço dos $ 35.000, e talvez nem $ 30.000. Para ele, apenas a entrada de dinheiro institucional evitaria que o preço do Bitcoin caia abaixo do nível de preço dos US$ 30 mil.

Sendo assim, a opinião do investidor é que o preço pode voltar para os para US$ 20 mil, uma correção de 50% em relação ao topo histórico.

Vale destacar que o diretor de investimentos da Guggenheim Partners não é um crítico do Bitcoin. Na verdade ele vê a criptomoeda como um investimento de longo prazo, na sua opinião, o preço do Bitcoin pode chegar a US$ 400.000 no futuro.

Na versão apontada por Minerd, a forte alta registrada pelo preço do Bitcoin, que saltou de $ 29.000 para $ 42.000 na primeira semana de janeiro, seria devido especialmente aos investidores de varejo e não aos investidores institucionais.

Ele também disse que os investidores institucionais são responsáveis ​​pela alta quando o preço era de US $ 10.000 em setembro e alcançou os US $ 29.000 no final do ano.

Minerd explica que os investidores institucionais estão esperando por outras oportunidades para comprar mais Bitcoin, segundo ele, esses investidores não venderam seus bitcoins na recente alta, a maior parte dos investidores de varejo, que são os maiores responsáveis pela alta de janeiro, é que venderam suas criptomoedas e estão atualmente fora do mercado.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Diego Marques
Diego Marques
Começou em 2016 como um dos primeiros redatores do Guia do Bitcoin. Diego tem preferência por notícias que podem influenciar o preço das criptomoedas, mas também gosta de escrever curiosidades do cripto-universo.
Criptomoeda Ethereum ao lado do Bitcoin

Mineradores de Ethereum estão lucrando mais que os de Bitcoin

Os mineradores de Ethereum estão lucrando mais que os de Bitcoin, de acordo com dados divulgados por um estudo do The Block. A mineração de...
Criptomoeda Bitcoin sobre notas de Dólar dos Estados Unidos

46 milhões de americanos investiram em criptomoedas, aponta pesquisa

O número de pessoas que já compraram criptomoedas nos Estados Unidos tem aumentado nos últimos anos. De acordo com um novo levantamento, 46 milhões...
Globo Hashdesh coinbase

Globo e Coinbase investem em empresa brasileira de criptomoedas

A Rede Globo - sim, a maior emissora do Brasil e a segunda maior do mundo - por meio do seu braço de investimentos Globo...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias