Hackers miram LinkedIn para roubar criptomoedas

Hackers criaram listagens falsas de ofertas de empregos relacionados a Blockchain.

Siga no
Hacker. Imagem: Cortesia Pixabay
Hacker. Imagem: Cortesia Pixabay

Existem diferentes grupos hackers que atuam dentro do mercado de criptomoedas, um dos mais famosos é o grupo Lazarus, supostamente financiado pela Coréia do Norte para levantar fundos para o país que sofre com várias sanções dos EUA. De acordo com um recente relatório os hackers do Lazarus estão atacando usuários de criptomoedas através do LinkedIn.

Segundo o relatório da empresa de segurança cibernética finlandesa F-Secure, o mais recente ataque foi focado em pessoas que trabalham dentro do setor, principalmente os que estão envolvidos em projetos de blockchain. O ataque é feito através de trojans escondidos em arquivos de textos enviados pelo LinkedIn.

De acordo com a companhia, os hackers criaram listagens falsas de trabalhos relacionados a projetos de Blockchain. Através dessa oferta, eles entrem em contato com diferentes profissionais e enviam um arquivo .doc com o nome “BlockVerify Group Job Description”, que quando aberto executa um arquivo macro que infecta o sistema da vítima.

Segundo as informações, todo o processo de phishing era feito imitando padrões e ofertas de emprego legítimas.

Kim Jong-un - Coreia do Norte
Kim Jong-un conta com um exército de hackers para fortalecer seu país – Coreia do Norte

O documento que é utilizado pelos hackers está em circulação desde 2019 e já foi reportado por alguns programas de detecção de malware. Existem até mesmo relatórios públicos que apontam para o arquivo e para o código que é executado no sistema.

Uma vez executado o código acaba aproveitando várias portas expostas para mudar configurações do sistema e alcançar toda a rede da vítima. Primeiramente o vírus tinha como objetivo roubar credenciais para assumir o acesso ao computador. O objetivo final, no entanto, é o roubo de criptomoedas.

O relatório também destaca que o grupo de hackers investe significantemente na segurança operação de seus ataques para evitar a detecção e remover qualquer evidência de sua atividade.

Antes da pesquisa da F-Secure, o grupo tentou remover a evidência da sua presença no sistema da vítima através de ferramentas de eliminação de arquivos e remoção do log de dados. Porém, algumas amostras foram recuperadas ou capturadas pelos sistemas de defesa do sistema.

O grupo Lazarus não é uma novidade dentro da indústria cibernética. A equipe que funciona como um exército hacker da Coreia do Norte já lançou diferentes ataques em outros países e é considerada um problema constante dentro do criptomercado.

Alguns estimam que eles foram responsáveis por cerca de 68% das perdas com moedas digitais entre 2018 e 2019, dinheiro que é usado para financiar o regime de Kim Jong-um.

Matheus Henrique
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Confronto entre Bitcoin e Dólar BTC USD hoje preço

Bitcoin volta a subir após EUA aprovar pacote de estimulo de US $ 1,9...

Depois de vários dias em queda, o Bitcoin voltou a ser negociado acima de US $ 50 mil neste domingo (7). A moeda digital...
Comprar Cardano

Cardano e proteção de animais silvestres

Como holder da Cardano, você provavelmente está interessado em delegar suas ADAs a uma pool pra receber uma renda passiva. Resumindo, você está interessado em...

Empresa chinesa de capital aberto compra Bitcoin e Ethereum

A Meitu, uma empresa chinesa de capital aberto com valor de mercado de US $ 12 bilhões, comprou US $ 40 milhões em Bitcoin...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias

Cardano e proteção de animais silvestres

Como holder da Cardano, você provavelmente está interessado em delegar suas ADAs a uma pool pra receber uma renda passiva. Resumindo, você está interessado em...

Empresa chinesa de capital aberto compra Bitcoin e Ethereum

A Meitu, uma empresa chinesa de capital aberto com valor de mercado de US $ 12 bilhões, comprou US $ 40 milhões em Bitcoin...

Len Sassaman pode ter sido o criador do Bitcoin

Um cypherpunk especialista em criptomoedas poderia ser o criador do Bitcoin, de acordo com um extenso artigo publicado no início de fevereiro de 2021, por...

John McAfee é indiciado por golpe com criptomoedas

O empresário de tecnologia e ex-magnata do antivírus John McAfee foi indiciado pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DoJ) por lavagem de dinheiro...

Desenvolvedores do Ethereum aprovam proposta para reduzir taxas

Depois de muita discussão pública e aprovação dos mineradores, os desenvolvedores do Ethereum aprovaram o mercado de taxas proposto pela EIP-1559, prevista para ser...