Homem mais rico da Ásia acredita que metaverso com criptomoedas é promissor

12.º homem mais rico do mundo.

Mukesh Ambani
Mukesh Ambani -Crédito: India Today

O homem mais rico da Ásia e atualmente 12.º mais rico do mundo, Mukesh Ambani, disse que o setor de metaverso com as criptomoedas é muito promissor. Em sua opinião, esta deve ser a nova geração de criação de valor.

Segundo a Forbes, Ambani tem uma fortuna estimada em US$ 89,6 bilhões, sendo a mais rica da Ásia. Principal representante de sua família, Mukesh é um indiano antenado nas inovações da tecnologia, com portfólio de investimentos diversificado em vários setores.

Vale lembrar que a Índia tem sido dura com o mercado de criptomoedas, fato que pode afetar o país natal do bilionário, independente de suas crenças. De qualquer forma, ele acredita no poder da descentralização das finanças.

Membro da família mais rica da Ásia acredita no poder do metaverso com criptomoedas

Quando o setor de metaverso surgiu em 1992, ainda como um conceito, pouco se imaginava sobre o que seria de fato essa inovação no mundo.

Gradualmente, essa vai tomando forma e ganhando força com a digitalização de serviços e novas tecnologias que surgiram nos últimos anos. Viver e interagir em um mundo digital então não está mais no campo da imaginação, sendo cada vez mais uma realidade, principalmente entre empresas.

E em uma entrevista recente, o 12.º homem mais rico do mundo hoje, Mukesh Ambani declarou que acredita muito no potencial do metaverso com o uso de criptomoedas. Segundo ele, o potencial das finanças descentralizadas ainda não foi desbloqueado e deverá acontecer com a chegada do metaverso.

Em sua conversa com a CNBC TV18, Ambani destacou que o metaverso pode ser a oportunidade de alcançar finanças verdadeiramente descentralizadas, indicando ser um entusiasta do Bitcoin, por exemplo.

Mukesh, que é entusiasta da tecnologia blockchain, também acredita que houve evolução nas finanças com os bancos centrais nos últimos anos. Assim, ele não acredita que essas instituições centralizadas deverão deixar de existir em algum momento.

Uma das aplicações em que as criptomoedas deverá ajudar é no financiamento para pessoas e pequenas empresas que pode ser mais facilmente obtido, ao contrário de soluções bancárias, que beneficiam mais as grandes empresas.

Contratos inteligentes e tokens são interessantes

Outras inovações que o bilionário acredita ser promissoras são aquelas criadas com contratos inteligentes, base de várias soluções descentralizadas. Além disso, ele declarou estar de olho no setor de tokens.

Essas estruturas podem ajudar a gerar confiança em uma sociedade, o que é importante para todo o mundo. Para Mukesh Ambani, tudo que está sendo criado no setor de criptomoedas deverá ser a base para a próxima revolução nas finanças, algo que deve ocorrer em 10 anos, segundo sua previsão.

Morador de um país que pretende regular o setor de criptomoedas, Mukesh acredita que na internet e meios de dados digitais, é mais importante uma regulação com padrões globais do que algo local, visto ser importante não prejudicar uma população com regras muito duras em um ambiente que é inerentemente digital e globalizado.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias