HSBC vai depositar R$ 80 bilhões em blockchain até março

Ação pioneira de um grande banco!

Siga no

Os grandes bancos do mundo se movimentam cada vez mais para a realidade das novas tecnologias. Em um novo anúncio, o HSBC afirmou que irá realizar uma transferência de R$ 80 bilhões de ativos para uma blockchain.

Alguns bancos do mundo já tem provado a nova economia do dinheiro digital. No Brasil, por exemplo, o Bradesco já anunciou que vai fechar 400 agências para redução de custos.

Dentre os principais problemas estão certamente a concorrência com fintechs e criptomoedas, que trazem facilidades na hora de gastar dinheiro de forma totalmente digital. Logo, se atentar para as novas tecnologias, que são digitais, poderá ser a única alternativa para os bancos tradicionais tentarem uma sobrevida.

HSBC vai depositar alta quantia em blockchain nos próximos meses

O banco HSBC, com sede em Londres, tem se mostrado interessado na tecnologia blockchain. De acordo com a Reuters, o HSBC tem passado por um momento de reestruturação, com foco na redução de custos.

O CEO Noel Quinn, que é interino, quer reformular o HSBC para tentar ter mais eficiência nos negócios. Além das fintechs que estão nascendo, as criptomoedas são um grande desafio para os grandes bancos. A tecnologia blockchain, utilizada em criptomoedas, será um dos testes que o grande banco irá realizar para modernizar suas operações.

Para isso, até março de 2020, o HSBC irá depositar U$ 20 bilhões na Digital Vault (DV). A Digital Vault é uma empresa que possui uma tecnologia baseada em blockchain, dando ao HSBC a chance de testar um novo produto.

O novo produto desenvolvido pelo HSBC é um acesso em tempo real para ativos comprados em mercados privados, processo chamado de Colocação Privada. Com isso, o HSBC digitalizará os registros de colocações privadas, diminuindo o acesso aos mesmos por investidores interessados.

No padrão atual, os títulos ofertados estão em papéis e não possuem um padrão definido. Ou seja, um investidor interessado nestes produtos tem imensa dificuldade de acessar e comprar um título.

Ainda não está claro quanto o HSBC irá economizar com novo produto

A Reuters informou que a tecnologia blockchain não tinha um caso “sólido de uso revolucionário”, mesmo com a existência do Bitcoin. Entretanto, está claro que o HSBC não sabe o quanto irá economizar com a nova solução proposta.

Cabe o destaque que colocações privadas são realizadas apenas para investidores institucionais. Logo, o impacto dos custos para o HSBC com a nova solução são fundamentais para o banco, que possui U$ 50 bilhões em ativos.

Com o mercado de emissões privadas tem crescido nos últimos anos. Além disso, é esperado um crescimento de 60% até 2022, em relação aos cinco anos anteriores. Com isso, reduzir custos com a blockchain poderá ser fundamental para que o HSBC potencialize seus lucros e de seus clientes.

De acordo com a Reuteurs, a líder de inovação de custódia do HSBC, Ciaran Roddy, vê potencial no mercado em que o produto está sendo lançado. Ciaran afirmou que seguradoras do mundo todo vem buscando o investimento através deste banco.

Com alguns dos rendimentos oferecidos, estamos definitivamente vendo um aumento na demanda.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Glaidson dos Santos em pronunciamento feito pela Gas Consultoria antes de Operação da PF Faraó dos Bitcoins

Justiça bloqueia mais de meio milhão do “Faraó dos Bitcoins” em apenas quatro horas

A justiça brasileira determinou o bloqueio de mais de meio milhão de reais das contas do Faraó dos Bitcoins em menos de quatro horas. Essa...
Homem com algemas segurando Bitcoin criptomoedas sequestro prisão

Polícia desarticula quadrilha que iria sequestrar investidor de criptomoedas em Campinas

A polícia militar de São Paulo, por meio de seu Batalhão de Ações Especiais (BAEP), ajudou o Gaeco a desarticular uma quadrilha que planejava...
Imagem de enterro do Bitcoin após morte

Quantas vezes o Bitcoin morreu? 37 só este ano

Segundo estatísticas do site 99Bitcoins, o Bitcoin já foi declarado "morto" 37 vezes apenas em 2021, quase três vezes mais do que todo o...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias