Hydra: site da deepweb está arrecadando Bitcoin em venda de nova criptomoeda

Várias acusações sobre o site são investigadas na Rússia!

Siga no
DeepWeb
DeepWeb

A chamada deepweb é muito utilizada por quem deseja privacidade na internet, como militares, agências de espionagens governamentais e comércios eletrônicos. A Hydra, um famoso site de comércio na deepweb, quer arrecadar fundos com Bitcoin através de oferta inicial de moeda (ICO).

Com a popularização do navegadro TOR, a deepweb passou a ter certamente a presença comercial ampliada. Contudo, a maior parte desse comércio envolve produtos ilegais na visão dos países, como drogas, armas e até tráfico de órgãos.

A Hydra é principalmente conhecida na Rússia e países da região. O website tem sido investigado pelas autoridades pelo alto comércio de produtos considerados ilegais. Alguns consideram este o maior comércio da deepweb atual, com mais de 3 milhões de usuários cadastrados.

Presente na deepweb, Hydra busca Bitcoin para internacionalizar o projeto

De acordo com o site de notícias russo Forklog, a Hydra é investigada pelas autoridades do país. Um dos motivos seria o comércio de produtos ilegais na região, como dinheiro falso, drogas e serviços proibidos pela lei.

Contudo, mesmo com participação apenas na deepweb, a referência do mercado negro estaria interessada em aumentar o potencial de suas atividades. Isso porque, a Hydra agendou um ICO (Oferta Inicial de Moedas) para iniciar no próximo dia 16 de dezembro.

Dessa forma, o website espera conseguir uma boa quantidade de moedas para expandir globalmente suas atividades. De acordo com o Coindesk, a Hydra espera conseguir U$ 146 milhões na venda de tokens.

Cada token teria um custo por unidade de U$ 100, comprados apenas com Bitcoin. Além disso, um investidor do projeto que tiver 100 tokens poderá ter 0,00333333% dos lucros da Hydra. A oferta, para alguns até tentadora, pode ser um golpe, alerta o Forklog.

Investimento de caráter duvidoso

Aos usuários da Hydra, um memorando de investimento foi colocado a disposição com algumas informações. Dentre elas, estaria o preço dos tokens e uma possível participação em futuros lucros.

Contudo, a Hydra não deixou claro aos interessados qual a blockchain será utilizada para emissão dos tokens. Além disso, apenas 49% das moedas estariam nas mãos dos investidores, ficando 51% na mão dos administradores do site.

Dessa forma, o ICO do website da deepweb que busca angariar Bitcoin chamou atenção pela falta de detalhes concretos. Em outro ponto, o memorando cita que ao conseguir a meta de U$ 146 milhões “começará uma nova era no Ocidente”.

De acordo com documento obtido pela Coindesk, a Hydra afirmou que não possui relação com a criptomoeda do Telegram, a TON. Cabe o destaque que o Telegram, criado pelos irmãos Durov, é de origem russa também.

A diferença da moeda do website da deepweb seria que esta não teria KYC, proveria transações anônimas, entre outros. Para o Forklog, este pode ser uma fraude promovida pela Hydra, comum na deepweb após conseguir muito Bitcoin, chamado “scam exit” (golpe de saída). Por fim, há o alerta que após o ICO não seria surpresa a Hydra ficar offline para sempre com os investidores esperando sem sucesso a volta do serviço.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Baleia Bitcoin. (Imagem: Adobe Stock)

Baleias movem R$10 bilhões em duas transações após correção do Bitcoin

Após o preço do Bitcoin voltar para a região dos 60 mil dólares depois de ter quebrado sua alta máxima de 66 mil, duas...

Cazaquistão sofre crise de energia devido à mineração de Bitcoin

Devido a proibição da atividade de mineração na China, o segundo país que recebeu mais mineradores foi o Cazaquistão, ficando atrás apenas dos EUA,...
Homem segurando criptomoedas em mão

Secretários de Macaé são acusados de enriquecimento ilícito e investimentos “elevados” em criptomoedas

Alguns secretários municipais de Macaé foram acusados em redes sociais de obter enriquecimento ilícito e negociar criptomoedas, obtendo para si vantagens indevidas. A negociação de...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias