Argentina proíbe compra de Bitcoin com cartão de crédito

Hermanos censurados por Banco Central!

-

Siga no
Bitcoin (BTC e Blockchain) na Bandeira da Argentina
Bitcoin na Bandeira da Argentina
Anúncio

O Banco Central da Argentina tomou uma atitude radical contra o Bitcoin em um comunicado do dia 31 de outubro. Ainda que o Bitcoin seja uma moeda descentralizada, a nova medida bloqueia a compra pela população da Argentina.

Argentina é um dos que mais utilizam Bitcoin na América Latina

A Argentina teve bons anos rumo ao criptomercado, ajudado principalmente pela alta inflação do país, sob o comando do Banco Central Argentino. Devido à ineficiência deste, a inflação registrou recordes inflacionários nos últimos anos.

Ver alta inflação e descontrole causado por bancos centrais é bom para o Bitcoin. Contudo, os bons tempos chegaram ao fim, e ao que tudo indica, a “caça” vai começar.

As instituições financeiras e outros emissores de cartões locais devem ter aprovação prévia do Banco Central para obter acesso ao mercado de câmbio para efetuar pagamentos no exterior pelo uso de cartões de crédito, débito ou pré-pagos emitidos no país a partir de amanhã (01/11) quando esses pagamentos se originarem , direta ou indiretamente, através do uso de redes internacionais de pagamento, nas seguintes transações:

Anúncio

O Banco Central, sob a gerência de Oscar Cristian Marchelletta emitiu a comunicação circular A6823, no dia 31/10/2019. O documento restringe uma série de operações para os argentinos, que são:

a) participação em apostas de vários tipos;

b) transferência de fundos para contas em prestadores de serviços de pagamento;

c) transferência de fundos para contas de investimento em gerentes de investimento localizados no exterior;

d) providenciar a execução de empresas de câmbio;

e) aquisição de ativos criptográficos sob suas várias formas.

A medida visa conter a saída de capital do país. Com o controle sobre criptomoedas, o país coloca pressão na população, ainda que essa talvez não entenda o quão sério é esta censura.

População argentina é a primeira da América Latina a ser bloqueada de realizar a compra de Bitcoin!

O caso é um marco para a história do Bitcoin, uma vez que a Argentina é o primeiro país do continente a proibir criptomoedas. Além disso, coloca a Argentina na contramão do desenvolvimento mundial, tornando a situação do país pior até do que a própria Venezuela. Neste último, até o 13.º salário dos funcionários poderão ser pagos em criptomoeda.

Cabe o destaque que a Argentina estava se aproximando do Bitcoin, sendo possível pagar até pelo transporte coletivo na capital Buenos Aires com a moeda digital. De fato, o país é o que possui a melhor estrutura para Bitcoin na América Latina. Um exemplo poderia ser de que este é o que mais possui caixas eletrônicos de Bitcoin.

Com o retrocesso, anunciado de forma oficial pelo Banco Central da Argentina, as corretoras do país terão que deixar de operar com o par BTC/ARS para evitar problemas. Outro ponto importante é a dificuldade para a população interessada em adquirir criptomoedas com a medida, principalmente devido aos bancos estarem impedidos de trabalhar com quaisquer operações dessa modalidade. Comprar Bitcoin pessoalmente, se encontrando na rua com um vendedor, não é a estratégia mais segura.

A notícia, entretanto, não assusta em nada o Bitcoin e nem o criptomercado. De fato o Bitcoin é uma moeda concorrente de bancos centrais, sendo qualquer medida parecida com essa esperada em algum momento. Finalmente, até a China, país que é considerado extremamente conservador, está construindo sua própria criptomoeda e pode liberar o Bitcoin para sua população.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Estátua da Justiça

Justiça bloqueia do Grupo SAF mais de R$ 400 mil após suspeitas de pirâmide

Um novo negócio suspeito de operar um esquema de pirâmide financeira recebeu atenção da justiça nos últimos dias. Isso porque, a justiça do Distrito...

Uniswap dispara 270% com distribuição de 400 tokens por usuários

O valor total bloqueado (TVL – de Total Value Locked a inglês) na corretora descentralizada Uniswap disparou mais de 270%, de R$ 2.7 bilhões...

Nova NVIDIA RTX 3080 pode trazer a mineração caseira de criptomoedas de volta?

Recentemente a NVIDIA, maior fabricante de Placas de Vídeo do mercado, anunciou a nova série de GPUs de alto desempenho, a família RTX 3000...

Últimas notícias

Uniswap dispara 270% com distribuição de 400 tokens por usuários

O valor total bloqueado (TVL – de Total Value Locked a inglês) na corretora descentralizada Uniswap disparou mais de 270%, de R$ 2.7 bilhões...

Nova NVIDIA RTX 3080 pode trazer a mineração caseira de criptomoedas de volta?

Recentemente a NVIDIA, maior fabricante de Placas de Vídeo do mercado, anunciou a nova série de GPUs de alto desempenho, a família RTX 3000...

Ministério da Justiça promove a blockchain no setor público

Na próxima segunda-feira (21), o Brasil acompanha um webinário importante sobre tecnologia. Promovido pelo Ministério da Justiça, a tecnologia blockchain aplicada ao setor público...