Índice de bitcoin chegará a Wall Street em 2021

A S&P DJI disse que o índice tornará mais fácil para os investidores acessarem esta “classe de ativos impulsionados por tecnologia emergente, enquanto potencialmente mitigam alguns dos riscos comuns associados ao mercado tradicionalmente especulativo”.

Siga no
Bitcoin grafico
Bitcoin grafico

O provedor de dados financeiros S&P Dow Jones (S&P DJI) terá um novo serviço de indexação de criptomoedas em Wall Street, a empresa anunciou a novidade na manhã desta quinta-feira (03).

De acordo com o comunicado, o índice será lançado em parceria com o provedor de dados Lukka, que usará seus serviços de agregação de dados para coletar informações para o novo índice de criptomoedas.

“Conforme o mercado de criptomoedas evoluiu nos últimos anos, o interesse dos investidores em soluções baseadas em índices com base em ativos digitais e blockchain cresceu e reforçou a necessidade de dados confiáveis ​​de preços”, diz o comunicado.

O novo serviço não será tão abrangente quanto o já conhecido Coin Market Cap, pois irá suportar apenas grandes criptomoedas, como o bitcoin e o ethereum. Mas no futuro pelo menos outras 500 criptomeodas podem ser adicionadas no índice. Em contraste, outros índices antigos no mercado já possuem informações de pelo menos 7000 criptomoedas.

A criação do índice em Wall Street pode ser um indicador de que em breve um ETF em bitcoin poderá ser aprovado. O índice permitirá que as empresas de gestão de ativos construam ferramentas de investimento relacionados à moedas digitais, isso pode trazer mais instituições para o mercado cripto e mais credibilidade para o mercado.

A novidade foi destacada na grande mídia que explicou que o objetivo de Wall Street é “profissionalizar o mercado”.

Existe um interesse novo no mercado de criptomoedas porque muitos acreditam que a impressão de dinheiro descontrolada dos governos em todo mundo pode desencadear uma grande crise econômica, assim, várias empresas estão apostando no bitcoin como uma reserva de valor.

A S&P DJI disse que o índice tornará mais fácil para os investidores acessarem esta “classe de ativos impulsionados por tecnologia emergente, enquanto potencialmente mitigam alguns dos riscos comuns associados ao mercado tradicionalmente especulativo”.

2020 certamente foi bom para o bitcoin.

2021 promete.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.
Hacker segurando Bitcoin

Trader de Bitcoin tem e-mail hackeado e perde R$ 350 mil

Um trader de Bitcoin alega ter sido hackeado após um vazamento de dados e como resultado perdeu tudo que tinha na corretora Binance. Seu...

Análise do Bitcoin: Não estamos em bear market, ainda é um mercado de touros

O preço do Bitcoin sofre impacto por conta do Halving, evento que ocorre em média a cada 4 anos (210 mil blocos), sua inflação...

Com alta do Bitcoin, criptomoeda desconhecida dispara e sobe mais de 60%

O último final de semana pegou muitos investidores em Bitcoin de surpresa, com a moeda recuperando não apenas importantes níveis psicológicos de suporte, mas...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias