Já é possível pagar aluguel com Bitcoin em imobiliária gaúcha

Empresa criou até cartão magnético que pode ser usado pelos clientes para pagar o aluguel com criptomoedas.

-

Siga no
Imobiliária aceita bitcoin para pagar aluguel de imóveis

Uma imobiliária gaúcha permite que seus clientes paguem o aluguel através do bitcoin. A iniciativa traz ainda um cartão magnético que poderá ser utilizado para o pagamento de aluguel de imóveis que fazem parte da imobiliária Prolar. Essa é uma das primeiras imobiliárias do Brasil a aceitar criptomoedas como forma de pagamento para aluguéis.

O bitcoin pode ser utilizado para o pagamento de produtos e serviços. Embora ainda seja pouco difundido no país, aos poucos a criptomoeda ganha espaço em vários mercados. O setor imobiliário foi um dos primeiros a aceitar criptomoedas como forma de pagamento. Algumas empresas já operam a compra e venda de imóveis aceitando o bitcoin e outras criptomoedas.

Imobiliária gaúcha aceita criptomoedas como pagamento de aluguel

A Prolar aceitará o pagamento de aluguel com criptomoedas no Rio Grande do Sul. A empresa pioneira é uma das primeiras a integrar criptomoedas como forma de pagamento para o aluguel de imóveis. A comodidade permitirá que usuários utilizem seu saldo em criptomoedas para saldar dívidas com a imobiliária.

A iniciativa poderá ser expandida para outras empresas que ainda não conhecem o bitcoin. Receber através da criptomoeda permitirá que a imobiliária trabalhe com outra forma de pagamento além do real brasileiro.

Até condomínio poderá ser pago em criptomoedas

A Prolar aceitará o bitcoin como forma de pagamento para aluguéis de imóveis que fazem parte da lista da empresa. Além de pagar o aluguel, será possível pagar até mesmo o condomínio com criptomoedas. Isso permitirá que todo o gasto com o imóvel alugado seja pago em bitcoins.

A empresa opera no Rio Grande do Sul e a novidade do pagamento em criptomoedas pode ser conferida em duas unidades da Prolar. Desse modo, os clientes da imobiliária que vivem em Caxias do Sul e Bento Gonçalves já podem contar com a nova forma de pagamento da empresa.

Clientes podem usar cartão ou XWallet na Prolar

A Prolar criou uma forma prática de pagar o aluguel com criptomoedas. Os clientes da empresa que desejam usar a modalidade de pagamento poderão ter um cartão magnético fornecido pela imobiliária. Este cartão permitirá que o pagamento do aluguel com bitcoins aconteça de forma simples e rápida.

Além do cartão magnético, o pagamento do aluguel na Prolar pode acontecer através de uma aplicativo de carteira para criptomoedas. Dessa forma, o pagamento acontecerá por intermédio de um QR Code que validará a transação. Os clientes deverão acessar o aplicativo XWallet para que o pagamento do aluguel com criptomoedas seja realizado.

Outras quatro criptomoedas são aceitas pela imobiliária

A empresa não determinou um valor mínimo a ser pago em criptomoedas. Além do bitcoin, outros três ativos digitais serão aceitos pela Prolar. São as criptomoedas ethereum (ETH), binance coin (BNB) e pundi X (NPXS).

Criptomoedas estão sendo amplamente aceitas como forma de pagamento no setor imobiliário. Sobretudo no Rio Grande do Sul, cresce o número de empresas ligadas ao mercado imobiliário que passam a aceitar criptomoedas como forma de pagamento. A PRG Exclusive, por exemplo, está localizada em Gramado – RS e aceita bitcoins para a compra e venda de imóveis na região.

Além da Prolar, outra imobiliária também anunciou aceitar o aluguel em bitcoins. A Duo Imóveis fica localizada em Caxias do Sul – RS. Em 2018 a empresa anunciou que o primeiro aluguel de qualquer imóvel locado poderia ser pago em criptomoedas.

Siga o Livecoins no Google News para receber nossas notícias em tempo real.
Curta nossa página no Facebook e também no Twitter.
Receba também no email se cadastrando em nossa Newsletter.
Anúncio

Bitcointrade - 95% dos depósitos aprovados em até 30 minutos!

Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em 5 minutos!

Complete seu cadastro em 5 minutos!
Paulo Carvalho
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".
Caju santos golpe Bitcoin

Jogador do Goiás Esporte Clube toma calote de R$ 200 mil da BWA Brasil

O jogador de futebol Wanderson de Jesus Martins, lateral-esquerdo do Goiás Esporte Clube, tomou um calote de R$ 200 mil da BWA Brasil. A...
Consórcio Brasil Central - BrC

Secretário do Brasil Central conhece sistema blockchain russo

Fundado em 2015, a Associação Pública de natureza autárquica chamada Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Brasil Central (BrC) é uma referência no país. Nos...
Novo vírus para Android mira brasileiros

Vírus brasileiro captura Bitcoin de vítimas pelo mundo

Em meio a pandemia do novo coronavírus, as ameaças cibernéticas aumentaram em todo o mundo. Um vírus brasileiro, detectado por especialistas em segurança digital,...