Justiça bloqueia mais de meio milhão do “Faraó dos Bitcoins” em apenas quatro horas

Valor pertence à investidora que acreditou em possível esquema.

Siga no
Glaidson dos Santos em pronunciamento feito pela Gas Consultoria antes de Operação da PF Faraó dos Bitcoins
Glaidson dos Santos em pronunciamento feito pela Gas Consultoria antes de Operação da PF/Reprodução/YouTube

A justiça brasileira determinou o bloqueio de mais de meio milhão de reais das contas do Faraó dos Bitcoins em menos de quatro horas.

Essa rápida decisão judicial surpreendeu os advogados e até a ex-investidora da Gas Consultoria, que não esperava reaver seu dinheiro tão facilmente.

Vale lembrar que a Gas Consultoria Bitcoin é apontada como um esquema de pirâmide e uma associação criminosa, com a polícia federal tendo indiciado 22 pessoas nos últimos dias, pelos crimes financeiros contra milhares de brasileiros, de todo o país, que acreditaram nos ganhos rápidos oferecidos pela empresa.

Há um mês, essa empresa foi encerrada pela Operação Kryptos, deflagrada pela Polícia Federal e Ministério Público, que resultou na apreensão de bens e dinheiro dos líderes do esquema. Além disso, uma grande quantia apreendida em Bitcoin pela operação já está para ser vendida de acordo com o MPF, que espera converter o valor para o Real brasileiro.

Entenda o caso de investidora que conseguiu na justiça bloquear mais de meio milhão do “Faraó dos Bitcoins” em menos de quatro horas

A justiça brasileira já está cheia de processos movidos por ex-clientes da Gas Consultoria Bitcoin, Glaidson dos Santos, o “Faraó dos Bitcoins” e os principais líderes da possível pirâmide financeira.

Mas uma decisão que chamou a atenção sobre a empresa acabou acontecendo em um tribunal de justiça brasileiro, em um caso movido pelo escritório Picanço F. Braga Advogados, que tem em seu quadro de sócios o advogado especialista em casos de golpes com criptomoedas Artêmio Picanço.

Em conversa com o Livecoins, o escritório informou que protocolou o pedido às 11:24 da manhã, do último dia 22 de setembro. No meio da tarde, ao consultar o processo, eles já haviam recebido a informação de que o juiz que analisava o caso já havia deferido o pedido de bloqueio de valores do “Faraó dos Bitcoins” e outros réus, às 15:18.

Ou seja, em menos de quatro horas, a justiça brasileira concordou com o bloqueio de R$ 580 mil das contas da empresa investigada pela Operação Kryptos e seus sócios, indicando que o caso está sendo rapidamente analisado pelo judiciário brasileiro.

Investidora consegue bloquear R$ 580 mil da GAS Consultoria em duas horas
Investidora consegue bloquear R$ 580 mil da GAS Consultoria em duas horas/Imagem compartilhada com o Livecoins

Entenda mais sobre a decisão que fez um rápido bloqueio de valores

Para o escritório de advogados que fez a defesa da investidora que conseguiu efetuar um rápido bloqueio, o juiz entendeu haver provas suficientes para demonstrar o risco que a mulher havia de ficar sem seu dinheiro. Isso acontece quando há muitas provas que esclarecem o caso, o que de fato foi apresentado perante o juiz.

“A decisão foi concedida em tempo célere, muito provavelmente, em razão da relevância do caso, mas também de todo o conjunto de provas já existentes, além de outras mais recentes e bastante relevantes que obtivemos, demonstrando a amplitude de pessoas envolvidas e dos mecanismos adotados pela empresa para dificultar a localização do capital investido pelos clientes.

No caso, os investimentos realizados alcançavam a quantia de R$580.000,00 (quinhentos e oitenta mil reais), e vislumbrar a possibilidade de uma família reaver tal capital é o que mais nos motiva a seguir com ainda mais afinco.”

Em conversa com a reportagem, o escritório explicou que “após a decisão, é aguardado que tal capital seja bloqueado e, considerando-se todos os fatos envolvendo a Empresa, tal bloqueio persista até o final da demanda, resguardando o valor investido até o final do processo“.

A defesa da investidora lembrou que os clientes que demorarem a ingressar com ações podem ficar sem receber, visto que pela via judicial é complicado distinguir quem era realmente um investidor da Gas Consultoria Bitcoin de quem não era.

“O Judiciário não pode agir por conta própria, até porque, não é possível saber quem foram os lesados, nem qual o valor que possuíam, sem que os mesmos se manifestem. Inclusive, até para se ingressar com a ação, é necessário que os clientes comprovem que são devidos os valores pedidos, demonstrando, por exemplo, comprovantes de transferências, somadas às provas que conseguimos reunir após o estudo aprofundado do caso.”

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Celular com aplicativo do PayPal, dinheiro digital

PayPal diz que brasileiros estão prontos para abrir mão do dinheiro físico

Uma pesquisa liberada pelo PayPal nesta segunda-feira (18) indica que os brasileiros estão prontos para abrir mão do dinheiro físico, também chamado de "em...
Encontro marcado pelo Tinder Bitcoin

Apaixonado do Tinder perde R$ 10 milhões em Bitcoin após cair em golpe

Um caso relatado pela Sophos mostra um esquema que começa em aplicativos de encontro, como Tinder, e acaba com corações partidos e carteiras vazias....
Ethereum RIP

Usuários de Ethereum pagaram R$ 5,5 bilhões em taxas nos últimos 30 dias

Segundo estatísticas apresentadas pelo Token Terminal, os usuários de Ethereum pagaram cerca de 1 bilhão de dólares em taxas nos últimos trinta dias. O...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias