Ea games roubada

Martin Marsich, de 25 anos, cidadão sérvio que vive em Udine, na Itália, foi preso acusado de invadir a empresa de videogames Electronic Arts, e foi condenado a pagar sua fiança em criptomoedas.

A juíza federal Jacqueline Corley ordenou o pagamento de US $ 750.000 em Bitcoin ou qualquer outra cripto para que Marsich seja liberado.

O promotor público adjunto dos EUA, Abraham Simmons, disse duvidar que fosse a primeira vez que um juiz permitia uma criptomoeda como fiança.

Os juízes podem pedir vários tipos de fiança, , incluindo bens imóveis pertencentes a outra pessoa, o objetivo é fazer com que o réu cumpra com uma ordem.

Embora a criptomoeda seja agora aceitável em um tribunal federal, a história é diferente no Tribunal Superior local.

O promotor do condado de San Mateo, Steve Wagstaffe, disse que nunca ouviu falar de ninguém saindo da prisão pagando fiança com criptomoedas.

“É um mundo novo. Eu amo o novo mundo ”, Wagstaffe.

----- Publicidade ------ 
BitcoinTrade
-----

Ele disse que não achava que uma fiança com criptomoeda chegaria no Tribunal Superior do Condado de San Mateo.

O caso de hacking

Marsich é acusado de acessar a rede interna de computadores da empresa e obter acesso a 25.000 contas que permitem que os clientes comprem itens para uso em videogames.

Ele foi acusado de acessar intencionalmente um computador protegido para obter informações para ganho financeiro privado e acessar um computador protegido para fraudar e obter algo de valor.

Marsich deve comparecer ao tribunal novamente na segunda-feira (20), para confirmar a criptomoeda e definir novas datas no caso.

Se condenado, Marsich pode ficar cinco anos na prisão e pagar uma multa de US $ 250 mil, além de restituição, se for o caso, por cada violação.

Fonte: Padailypost

XDEX: Negocie bitcoin com TAXA ZERO. Aproveite também para negociar outras 6 criptomoedas com as menores taxas do mercado. Abra sua conta, é grátis!