Lenda de Wall Street recomenda compra de Bitcoin mesmo após forte alta

"O suprimento de Bitcoin está crescendo por volta de 2,5% ao ano e a demanda está crescendo mais rápido do que isso".

Siga no

A última semana foi excelente para o Bitcoin, que viu seu preço alcançando um recorde anual e até mesmo ameaçando ir em direção ao maior valor de todos os tempos. E mesmo com o aumento de valor, um investidor lendário de Wall Street recomendou que o Bitcoin ainda está com um excelente preço de compra.

Como ressaltado pela Forbes, a lenda viva de Wall Street, Bill Miller, fundador da empresa de gerenciamento de investimentos Miller Value Partners, disse que “recomenda fortemente” o Bitcoin nos preços atuais. De acordo com Miller “O Bitcoin é a classe de ativo com melhor performance no último ano, nos últimos 5 anos e nos últimos 10 anos.”

O Bitcoin tem sido bem volátil, mas eu acredito que agora o seu poder de sustentabilidade fica melhor a cada dia. Eu acho que os riscos do Bitcoin perder valor para 0 é muito, muito menor do já possa ter sido.”

Da mesma forma, Miller acredita que a moeda fiduciária está em risco por conta da inflação e que o Bitcoin vai ganhar mais exposição à diferentes investidores por causa disso.

“Eu acredito quetodo grande banco de investimento e toda empresa de capital alto eventualmente vai ter alguma exposição ao Bitcoin e ativos parecidos, como o ouro ou outra comodities.”

Para Miller, isso vai acontecer por que o risco da inflação está fazendo com que diferentes investidores busquem por um ativo de reserva de valor. A narrativa de que o Bitcoin serve como essa reserva vem ganhando força e até mesmo já mostrou aplicações práticas, com grandes empresas adotando a moeda como parte de seus fundos.

“O Bitcoin é simples, é oferta e demanda”, diz investidor de Wall Street

Plan B criou o famoso modelo de Stock To Flow que muitos investidores seguem.

Para o lendário investidor, entender a alta do Bitcoin é algo bem simples, está ligado com a oferta e demanda do ativo digital, que se torna cada vez mais escasso e, por enquanto, continua com uma alta demanda pelos investidores.

“A história do Bitcoin é bem simples, é oferta e demanda. O suprimento de Bitcoin está crescendo por volta de 2,5% ao ano e a demanda está crescendo mais rápido do que isso e ainda teremos um número máximo dessas moedas.”

O básico da oferta e demanda é o que muitos investidores apontam como a maior força por trás da alta do Bitcoin. De acordo com algumas previsões, até 2021 teremos o  Bitcoin cotado a US$ 100 mil de acordo com o modelo de Stock-To-Flow.

Leia mais sobre:
Matheus Henrique
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Justiça manda bitcoin.org revelar quantos bitcoins brasileiro tem

A justiça do Estado de São Paulo expediu um ofício ao Bitcoin.org, considerado o site oficial do Bitcoin no mundo todo. O caso aconteceu...
BlackFriday-Bitcoin

Bitcoin com 20% de desconto na Black Friday

O bitcoin estará à venda com desconto nesta Black Friday, quando se espera que bilhões sejam gastos em todos os tipos de produtos e...
Imagem: Coin360

Por que o Bitcoin caiu $ 3.000 em poucas horas?

O Bitcoin não conseguiu superar seu preço histórico e caiu rapidamente de $ 19.500 para menos de $ 17.000. A moeda digital chegou enfrentar...

Últimas notícias

Bitcoin com 20% de desconto na Black Friday

O bitcoin estará à venda com desconto nesta Black Friday, quando se espera que bilhões sejam gastos em todos os tipos de produtos e...

Por que o Bitcoin caiu $ 3.000 em poucas horas?

O Bitcoin não conseguiu superar seu preço histórico e caiu rapidamente de $ 19.500 para menos de $ 17.000. A moeda digital chegou enfrentar...

Adolescente tem o sonho de ser investidor de criptomoedas

Um adolescente que ainda cursa o ensino médio no Brasil tem o sonho de ser investidor de criptomoedas ou trabalhar em uma agência bancária. O...