Live falsa da Apple de lançamento do iPhone 13 pede bitcoin

Pessoas usaram um tema em alta para se aproveitar e aplicar golpes em vítimas.

Siga no
Pessoas assistem a live falsa de lançamento do iPhone 13 pela Apple, que pediu Bitcoin
Pessoas assistem a live falsa de lançamento do iPhone 13 pela Apple, que pediu Bitcoin/Reprodução

Aproveitando o interesse das pessoas no evento de lançamento do iPhone 13 pela Apple, golpistas pediram bitcoin em uma live falsa.

De fato, o evento estava sendo muito esperado pelos fãs da marca, que aguardavam a divulgação do novo iPhone e os comentários feitos por Tim Cook, CEO da Apple.

Vale notar que o perfil oficial da Apple tem mais que 14 milhões de inscritos e o evento de anúncio do novo iPhone 13 já foi feito pela empresa. No momento da redação desta matéria, cerca de 6 milhões de pessoas já haviam visualizado o evento na conta do YouTube da empresa.

Muitas pessoas aguardavam o lançamento do novo aparelho e o assunto foi um dos mais marcantes da tarde desta terça-feira (14). Contudo, com o alto interesse das pessoas sobre o novo telefone, alguns golpistas partiram para o ataque.

Golpe de live falsa da Apple em lançamento de iPhone 13 pede Bitcoin para vítimas

Criando um canal falso pelo YouTube, chamado de “Apple Event”, golpistas criaram uma live para que pessoas possam assistir ao conteúdo. Com imagens de Tim Cook, a transmissão tinha mais que 2 mil pessoas ao vivo acompanhando a live falsa.

Mais de 2 mil pessoas acompanhavam evento falso que pede Bitcoin e Ethereum
Mais de 2 mil pessoas acompanhavam evento falso que pede Bitcoin e Ethereum/YouTube

Uma das páginas ainda atraiu 42 mil inscritos durante a transmissão do conteúdo falso, mostrando que muitas pessoas acabaram sendo atraídas para o golpe de phishing.

Essa técnica consiste em atrair as pessoas e levar elas a clicar em locais para passar dados que poderão ser utilizados pelos hackers.

Durante o falso evento do iPhone 13, as imagens mostram Tim Cook falando e textos ao seu lado indicando que ele acredita nas criptomoedas.

Em outra live, os criminosos tiveram uma audiência de cerca de 10 mil pessoas, em uma página com 1,31 milhões de inscritos. Ou seja, os alcances dos golpes foram grandes nas redes sociais, criando falsas promoções.

Live falsa pedindo Bitcoin e Ethereum com 9 mil pessoas ao vivo
Live falsa pedindo Bitcoin e Ethereum com 9 mil pessoas ao vivo/YouTube

O caso mostra que na era digital os criminosos se aproveitam de momentos importantes para criar falsas narrativas, sendo importante entender a visão real das empresas sobre as criptomoedas.

No caso da Apple, a empresa nunca afirmou publicamente acreditar nas criptomoedas, apesar de estudar o setor e publicar uma vaga de emprego recentemente para especialistas nessas tecnologias.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Presidente da SEC diz que criptomoedas só valem algo porque alguém vai querer comprar...

O Presidente da SEC, Gary Gensler, novamente voltou a falar sobre o criptomercado e sobre as moedas digitais. Desta vez Gensler demonstrou estar bem menos...
Binance sob pressão Brasil

Binance anuncia fim de negociações de derivativos na Austrália

A Binance é a maior corretora de criptomoedas do mercado global e com certeza um importante pilar para todo o setor. No entanto, com...
Símbolo da Uniswap em mapa mundial

Empresa pede registro de marca da Uniswap no Brasil

Uma empresa pediu o registro da marca Uniswap no Brasil, nome da principal corretora descentralizada do mundo. O pedido foi feito com base em uma...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias