Maior corretora de bitcoin dos EUA libera negociação para brasileiros

Par de compra adicionado, mas venda não é possível.

Aplicativo da Coinbase e nota de um dólar
Aplicativo da Coinbase e nota de um dólar

A maior corretora dos Estados Unidos, Coinbase, liberou mais um par de trade para brasileiros na última sexta-feira (10). Em 2021, o crescimento da Coinbase como empresa no mercado de criptomoedas chamou muita atenção.

No mercado financeiro tradicional, por exemplo, essa passou a ser a primeira do setor de criptomoedas a ter ações listadas na bolsa de valores.

Com esse passo, planos de expansão global foram traçados pela empresa, que anunciou até vagas de emprego no Brasil, para vários cargos como de tecnologia, recrutamento, entre outros.

Coinbase libera mais uma opção de trade para brasileiros

Há alguns meses, a corretora vem se mostrando mais próxima do mercado brasileiro, o maior da América Latina em volume de negociações diárias.

Ao lado da Circle, a Coinbase é uma das empresas emissoras da stablecoin USDC. Este ativo é o único emitido por empresas regulamentadas nos Estados Unidos e atrelada ao Dólar.

Assim, a Coinbase anunciou na última sexta-feira (10) que irá permitir que brasileiros negociem a criptomoeda USDC na corretora, liberando o par de trade para quem tiver interessado.

“Estamos lançando a negociação fiat-to-crypto de moeda de USD (USDC) em novos países. Os residentes agora podem comprar USDC com USD, EUR ou GBP em Coinbase.com e nos aplicativos Coinbase iOS e Android.”

Esse novo par de negociação foi tornado disponível para moradores do Reino Unido, Andorra, Áustria, Bélgica, Brasil, Bulgária, Colômbia, Costa Rica, Croácia e Chipre.

Apesar do anúncio mostrar uma nova possibilidade de trade, a Coinbase diz que os brasileiros que comprarem USDC pela corretora terão algumas restrições. Os clientes poderão comprar, converter, enviar, receber ou armazenar USDC na Coinbase, mas não podem vender ou sacar essa moeda.

De qualquer forma, mostra mais um suporte para a população local naquela plataforma, que é a maior e considerada mais segura dos Estados Unidos.

Coinbase chega ao Brasil quando?

O Brasil hoje já desperta a atenção de várias corretoras pelo mundo com seu volume diário de negociações. Nos últimos meses, a corretora com maior volume mensal foi a Binance, segundo dados do mercado de criptomoedas brasileiro.

Mas grandes corretoras já miram o país, como a FTX, por exemplo, que lista pares da criptomoeda Brazilian Digital Token (BRZ). Outras que tem demonstrado interesse no país e estão entre as maiores do mundo são a Huobi, Kucoin e OKEx, operações que já estão buscando presença no Brasil.

Com as vagas de emprego publicadas recentemente e um novo par de trade liberado, fica claro que a Coinbase segue buscando chegar ao país, mas ainda não há uma data pública anunciada para que isso aconteça.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias