Mais de 80 bancos japoneses pretendem usar rede blockchain da JPMorgan

A rede pode ajudar os bancos japoneses a combater os riscos de lavagem de dinheiro

-

Nos siga no:
Bitcoin e Japão
Bitcoin e Japão

Mais de 80 bancos japoneses já mostraram interesse em usar à plataforma de pagamentos baseada em blockchain da JPMorgan, a Interbank Information Network (IIN).

O diretor executivo da JPMorgan, Daizaburo Sanai, disse à Bloomberg em uma entrevista publicada nesta terça-feira que o número é maior que qualquer outra rede de bancos no país, o Japão atualmente possui mais de 360 ​​bancos.

Ele disse também que a rede IIN pode ajudar os bancos japoneses a combater os riscos de lavagem de dinheiro, já que a rede torna a triagem da movimentação de dinehiro “mais rápida e eficiente”.

Os bancos japoneses estão sob pressão para fortalecer suas medidas de combate à lavagem de dinheiro desde que a Força-Tarefa de Ação Financeira (GAFI) encontrou problemas no país em 2014. No mês passado, o GAFI concluiu a análise mais recente no Japão e planeja anunciar os resultados no próximo ano.

O Japão tem sido acusado de ser um país que adota medidas fracas contra a lavagem de dinheiro e, por esse motivo, parece que a rede IIN oferecido pelo JPMorgan se tornou solução para o problema.

O banco Sumitomo Mitsui Trust Bank, sediado em Tóquio é um dos que assinaram uma carta de intenções para ingressar na IIN, de acordo com o relatório.Um funcionário do departamento de operações de tesouraria da Sumitomo, disse que a IIN poderia ajudar a minimizar os atrasos causados ​​pelas consultas entre os bancos e, por sua vez, ajudar na “rápida colaboração com as autoridades policiais, que é uma maneira eficaz” de combater a lavagem de dinheiro.

JPMorgan lançou sua rede IIN em 2017, permitindo que os bancos troquem informações relacionadas a pagamentos internacionais na plataforma nativa em blockchain do banco JPMorgan. Alguns dos bancos importantes que fazem parte da rede são: Deutsche Bank, o Royal Bank do Canadá o New Zealand (ANZ) Banking Group, entre outros.

Dentro de sua plataforma o JPMorgan está usando uma criptomoeda chamada JPM Coin, que foi testada este ano com alguns clientes corporativos. A moeda digital será usada para pagamentos internacionais, transações de ações e serviços de tesouraria do próprio banco.

Quer receber novidades no e-mail? Assine nossa  Newsletter.
Saiba tudo sobre:
Anúncio

Bitcointrade - 95% dos depósitos aprovados em até 30 minutos!

Eleita a melhor corretora do Brasil. Segurança, Liquidez e Agilidade. Não perca mais tempo, complete seu cadastro em 5 minutos!

Complete seu cadastro em 5 minutos!
Avatar
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.

Escreva seu comentário:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Atlas. Foto Renata Santos, Livecoins

Plataforma de pagamento deve responder por investimentos perdidos na Atlas Quantum

O caso da Atlas Quantum, ao lado da Unick, foi um dos mais notórios do mercado de criptomoedas brasileiro. A Atlas deixou muita gente...
Prédio do Banco do Brasil (BB)

Hacker que levou R$ 400 milhões do Banco do Brasil foi preso

Na última segunda (1) o Banco do Brasil teria notado que R$ 400 milhões teriam sido levados por um ataque hacker. O alto valor...
Empresa Bitmain é uma das principais a construir máquinas de mineração de Bitcoin

Cofundador da Bitmain invade escritório da empresa com exército privado

O cofundador da Bitmain e ex-presidente da companhia, Micree Zhan, invadiu o escritório da empresa com uma unidade de guardas privados para tentar recuperar...
Cristo Redentor, símbolo no Brasil (Rio de Janeiro), e Bitcoin (BTC)

Ataque hacker na Prefeitura do Rio de Janeiro atrapalha saúde

Na esteira da prevenção ao novo coronavírus, a Prefeitura do Rio de Janeiro foi alvo de um ataque hacker nos últimos dias. Com o...

YouTube não deve remover vídeo de usuário que acusa empresa de ser pirâmide financeira,...

O Tribunal de Justiça do Distrito Federal determinou que o Google Brasil não precisa remover do YouTube, ao menos por ora, um vídeo publicado na...