Início Bitcoin Mais um negócio envolvendo bitcoin cai após proibição da CVM

Mais um negócio envolvendo bitcoin cai após proibição da CVM

Comissão determina multa e suspensão imediata de empresa que oferecia trading de bitcoin no Brasil.

-

LiteForex é proibida pela CVM de operar

A CVM determinou a suspensão imediata dos negócios da LiteForex Investments Limited no Brasil. A empresa oferecia trading com o bitcoin e investimentos em moedas fiduciárias. Com a decisão da comissão, a empresa não poderá mais operar no país, sob pena de multa.

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) é a autarquia responsável por deliberar sobre a oferta de produtos relacionados a investimentos no Brasil. É através dessa comissão que capitais são abertos na bolsa, ou empresas recebem autorização para a oferta de derivativos, por exemplo.

LiteForex não poderá ter mais clientes no Brasil

A decisão da CVM determina que a LiteForex não poderá oferecer produtos que resultam em investimentos. Como a comissão delibera somente no Brasil, a restrição é voltada para a oferta no mercado financeiro nacional. Sendo assim, a LiteForex não poderá ter clientes no país.

O ato declaratório foi publicado recentemente pela comissão, que determinou multa para a LiteForex em caso de descumprimento da determinação imposta pela CVM. Caso  a LiteForex continue oferecendo seus negócios no Brasil, a empresa deverá pagar uma multa diária de R$ 1.000,00.

A proibição vale para qualquer tipo de movimentação que resulte na captação de clientes no país. Isso significa que a empresa não poderá realizar a oferta de investimentos até mesmo na internet. A decisão da CVM deixa claro sobre as restrições impostas à LiteForex.

“Determina à referida empresa a imediata suspensão da veiculação de qualquer oferta pública de oportunidades de investimento”.

Empresa foi criada no Chipre e oferecia investimentos no Brasil

A LiteForex operava no Brasil oferecendo investimentos conhecido como o mercado Forex. Nesse mercado, a empresa ofereceu produtos relacionados a transações de câmbio para clientes brasileiros. Além disso, a LiteForex ofereceu trading relacionado a criptomoeda bitcoin para os investidores. Porém, a determinação da CVM proibiu a atuação da empresa no país.

Por outro lado, a LiteForex alega que a empresa foi fundada no Chipre. Em informações divulgadas no site da própria empresa, a LiteForex aponta que possui licença para operar. Contudo, essa licença estaria relacionada ao Chipre, através do que seria a CVM do país em que a empresa foi registrada.

No site da empresa também existem informações pertinentes sobre a área de não atuação dos negócios da LiteForex. A organização enfatiza que não possui clientes do Japão, nem dos Estados Unidos, ou de Israel. A LiteForex não possui clientes em qualquer país que faça parte do Espaço Econômico Europeu.

De mercado forex ao oferecimento do bitcoin

A LiteForex possui atuação no mercado Forex. Esse mercado é voltado para o câmbio de moedas fiduciárias. Mas, além de oferecer esse tipo de operação, a LiteForex passou a ofertar também o trading com a criptomoeda bitcoin.

Uma publicação de 2017 da própria empresa mostra que a LiteForex investiu em oferecer o trading de bitcoin para seus clientes brasileiros. A oferta da empresa aparece para os clientes como uma notícia no site da LiteForex.

LiteForex ofertava trading de Bitcoin no Brasil

A informação prestada pela empresa mostra que dois pares de negociação foram disponibilizados envolvendo o bitcoin. Os clientes supostamente poderiam investir na criptomoeda com a moeda euro (EUR?BTC) ou o dólar norte-americano (BTC/USD).

Nexo

Empréstimos na hora por transferência bancária usando sua criptomoeda como garantia sem vendê-la. Ganhe juros de até 8% ao ano em suas Stablecoins.

Comece agora
Leia mais notícias sobre:
Curta nossa página no Facebook e também no Twitterpara começar e terminar o dia bem informado. Cadastra-se também na Newsletter para receber em seu e-mail.
Paulo Carvalho
Jornalista em trânsito, escritor por acidente e apaixonado por criptomoedas. Entusiasta do mercado, ouviu falar em Bitcoin em 2013, mas era que nem caviar, "nunca vi, nem comi, só ouço falar".

MAIS LIDOS

Unick Voltou? “Unick International” promete trazer empresa de volta

Unick Universal, este é o nome da suposta "nova Unick". Em um vídeo que circula nas redes sociais, e um novo site, o projeto...

Cliente acusa maior youtuber de Bitcoin do Brasil de fazê-lo perder R$ 90 mil com pirâmide

O YouTuber Ronaldo Silva, dono do canal Ronaldo Silva – Bitcoin RS, com mais de 161 mil inscritos e que oferece há anos o...

CVM não reconhece acordo proposto pela Genbit

A CVM (Comissão de Valores Mobiliários) não reconheceu a proposta (Termo de Compromisso) apresentada pela Genbit - antiga Zero10 Club – para tentar encerrar...

Criador do C++ repudia o uso de sua linguagem de programação para criação do bitcoin

O cientista da computação dinamarquês Bjarne Stroustrup, criador da linguagem de programação C++, comentou sobre sua frustração com o uso da linguagem de programação...

“De 5 mil, apenas 40 criptomoedas possuem liquidez”, afirma trader

Um trader e analista de criptomoedas, Willy Woo, afirmou que pouquíssimas criptomoedas são consideradas "bons investimentos". O trader utilizou dados do Coinmarketcap para apontar...

Unick Forex Caiu. PF cumpre mandatos de prisão

Finalmente a Unick caiu. A Polícia federal cumpre na manhã desta quinta feira dez mandatos de prisão contra a empresa que prometia dobrar investimentos...

Escreva seu comentário:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Unick Voltou? “Unick International” promete trazer empresa de volta

Unick Universal, este é o nome da suposta "nova Unick". Em um vídeo que circula nas redes sociais, e um novo site, o projeto...

Cliente acusa maior youtuber de Bitcoin do Brasil de fazê-lo perder R$ 90 mil com pirâmide

O YouTuber Ronaldo Silva, dono do canal Ronaldo Silva – Bitcoin RS, com mais de 161 mil inscritos e que oferece há anos o...

CVM não reconhece acordo proposto pela Genbit

A CVM (Comissão de Valores Mobiliários) não reconheceu a proposta (Termo de Compromisso) apresentada pela Genbit - antiga Zero10 Club – para tentar encerrar...

Criador do C++ repudia o uso de sua linguagem de programação para criação do bitcoin

O cientista da computação dinamarquês Bjarne Stroustrup, criador da linguagem de programação C++, comentou sobre sua frustração com o uso da linguagem de programação...