Telegram abandona criptomoeda GRAM

Queda de braço com a SEC estava complicada e atraso no projeto prejudicou lançamento!

Siga no
Criptomoeda do Telegram GRAM
Criptomoeda do Telegram GRAM

O criador do Telegram confirmou que abandona seu projeto de criptomoeda própria, o GRAM. Pavel Durov fez o anúncio em um blog, e alerta que aqueles investidores que virem algum material na internet sobre deverão tomar cuidado.

Pavel anunciou que a TON, blockchain que iria rodar a criptomoeda do Telegram acabou. Foram 2,5 anos de desenvolvimento da moeda digital do aplicativo de mensagens, que era aguardada com ansiedade por alguns da comunidade de criptomoedas.

Isso porque, após captar U$ 1,7 bilhão de investimento, o projeto era o mais valioso do mercado até então. Com a base de usuários do aplicativo Telegram, a criptomoeda era esperada como de imenso potencial.

Criptomoeda do Telegram, GRAM, e Blockchain TON acabou
Criptomoeda do Telegram, GRAM, e Blockchain TON acabou na última terça (12) – Reprodução

Telegram abandona criptomoeda GRAM após 2 anos de desenvolvimento, regulamentação foi principal barreira

Após atrasos no lançamento de sua própria criptomoeda, a Gram, o Telegram já dava certamente indícios que algo estaria errado. O projeto era esperado para ter lançamento ainda em 2019, o que não ocorreu.

Além disso, o Telegram havia dado como prazo limite para lançamento o mês de outubro de 2019. Caso o lançamento da blockchain própria e criptomoeda não fosse feito, os investidores teriam a restituição do capital aplicado. De fato, no final de abril de 2020, o Telegram já havia confirmado a restituição dos investimentos.

Era questão de tempo até que o projeto fosse finalmente finalizado, o que ocorreu na última terça (12). Em comunicado aberto ao mercado, o fundador do Telegram, Pavel Durov afirmou que a culpa é de um juiz dos EUA.

Infelizmente, um tribunal dos EUA impediu que TON acontecesse. Como? Imagine que várias pessoas juntem seu dinheiro para construir uma mina de ouro – e depois dividir o ouro que sai dela. Então, um juiz chega e diz aos construtores da mina: “Muitas pessoas investiram na mina de ouro porque procuravam lucros. E não queriam esse ouro para si mesmas, queriam vendê-lo para outras pessoas. Por causa disso, você não é permitido lhes dar o ouro”.

Os investidores do projeto teriam sido barrados de comercializar os tokens GRAM, ou seja, prejudica o lançamento da criptomoeda. A rede TON, em testes de performance feitos, haviam mostrado potencial em integração com o Telegram. Contudo, o projeto foi descontinuado.

Criptomoeda do Telegram
Criptomoeda do Telegram

“Nós tentamos”, mas desejamos sorte aos próximos que irão tentar

De acordo com Pavel, é difícil mudar um mundo centralizado e, principalmente, combater decisões dos EUA. A CEO do Telegram considerou injusta a posição do juiz contra a criptomoeda de sua empresa, e resolveu encerrar o projeto.

Contudo, Pavel alerta para golpes que possam surgir em nome da rede TON por aí. Neste ponto, pediu que as pessoas não confiem em nenhum anúncio de criptomoeda do Telegram a partir deste dia 12 de maio, pois o projeto está oficialmente encerrado.

Fim de jogo, Game-Over
Fim de jogo, Game-Over

Entusiasta das criptomoedas, Pavel afirmou que tentou criar um projeto inovador. Com sua falha, entretanto, pede que a próxima geração de empreendedores carreguem a bandeira de descentralização e tentem novamente, aprendendo com os erros do Telegram para isso.

Quero concluir este post desejando sorte a todos aqueles que lutam pela descentralização, equilíbrio e igualdade no mundo. Você está travando a batalha certa. Essa batalha pode muito bem ser a batalha mais importante da nossa geração. Esperamos que você tenha sucesso onde falhamos.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.
Mão segurando picolé laranja, cor do Bitcoin

Homem compra picolé com Bitcoin em El Salvador em menos de 15 segundos

Um homem gravou um vídeo em El Salvador comprando um simples picolé com Bitcoin, a compra não demorou 15 segundos para ser completada. A...
Roberto Campos Neto, presidente do BCB no Brasil

Presidente do Banco Central do Brasil pede cautela com Bitcoin

O presidente do Banco Central do Brasil (BCB) pediu que as pessoas tenham cautela com o Bitcoin. Reunindo especialistas do setor financeiro brasileiro para...
Imagem: ShutterStock

Fundadores de corretora de Bitcoin desaparecem com R$ 17 bilhões de clientes

Dois irmãos na África do Sul podem ser responsáveis pelo maior golpe Ponzi envolvendo o Bitcoin já aplicado no país. O nome da empresa...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias