Microsoft, Nvidia e Ubisoft são vítimas de hacker que exige criptomoedas, brasileiro é suspeito

Durante o último mês uma série de ataques hackers afetou grandes empresas do setor de tecnologia, como a Microsoft, Nvidia, Ubisoft, Samsung e outras. De acordo com o Bloomberg, quem supostamente está por trás dos ataques é o grupo hacker Lapsus$, que acabou causando perdas de dados sensíveis das empresas.

Segundo as informações os ataques acabaram prejudicando as empresas de formas diferentes e estão sendo considerados como invasões sérias por causa do que foi roubado. A Nvidia perdeu dados importantes de designs de novas GPUs, já a Microsoft perdeu gigabytes importantes de códigos fontes de seus produtos.

Ainda não se sabe qual é o motivo dos ataques pelo grupo, mas o Lapsus$ chamou a atenção de experts de cybersegurança devido ao nível das vítimas desses ataques. Para muitos, a motivação por trás dos ataques hackers pode ser dinheiro ou então eles estão sendo motivados pela notoriedade.

Pouco do caso foi informado, mas caso o grupo estava atrás de dinheiro, é muito provável que eles pediram resgates em criptomoedas para suas vítimas. O caso ainda está em investigação, mas a polícia já tem alguns suspeitos.

Adolescente de 16 anos é o principal suspeito do ataque

A matéria do Bloomberg diz que os especialistas que estão investigando o grupo Lapsus$, contactados pelas empresas que sofreram o ataque, rastrearam parte da movimentação suspeita até um adolescente de 16 anos, morador da Inglaterra.

Eles acreditam que ele é o principal hacker da maioria dos ataques, mas não de todos. O adolescente, que mora na casa da mãe chamou atenção dos pesquisadores por “ser tão bom, que seus ataques pareciam automatizados.” 

Além do jovem da Inglaterra os pesquisadores também estão investigando um adolescente do Brasil, suspeito de fazer parte do grupo Lapsos$, que muitos acreditam ser um grupo de 7 pessoas, por enquanto essas foram as únicas informações divulgadas sobre os atuais suspeitos.

Apesar disso, vale ressaltar que os investigadores privados estão de olho nesses suspeitos, no entanto, nenhum deles foi acusado formalmente pelas autoridades, possivelmente por falta de provas para sustentar um caso contra eles.

A Microsoft acredita que o grupo conseguiu um resultado tão eficiente porque os hackers conseguiram alistar “insiders” das companhias que foram atacadas para ajudar com a invasão dos sistemas.

A gigante dos softwares e sistemas operacionais também afirmou que o grupo está “executando uma campanha de extorsão e engenharia social de larga escala contra várias organizações.” 

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Últimas notícias