Milhares de carteiras prestes a receber criptomoeda estão comprometidas

A Arbitrum realizará o airdrop de sua criptomoeda homônima nesta quinta-feira (23). No entanto, um estudo da Arkham Intelligence aponta que mais de 2.400 carteiras estão comprometidas.

Em outras palavras, o hacker conseguirá drenar todas essas carteiras antes que seus verdadeiros donos consigam resgatar suas criptomoedas. Como consequência, isso também poderá afetar o preço da ARB no mercado devido ao tamanho da possível venda.

Como recomendação, a empresa de segurança pede que os investidores revoguem acessos a aplicativos de terceiros. No entanto, notou que o hacker pode ter acesso às chaves privadas da carteira, ou seja, apenas isso não seria o suficiente.

2.400 carteiras expostas na Arbitrum

Segundo estimativas, os beneficiados do airdrop da Arbitrum (ARB) receberão no mínimo R$ 28.000 nesta quinta-feira (23), mas o valor pode ser bem maior. Os valores certamente atraíram a atenção de hackers.

Um relatório da Arkham Intelligence aponta que cerca de 2.400 carteiras estão comprometidas. Em suma, o hacker roubará as criptomoedas do airdrop assim que elas caírem nos endereços das vítimas.

“Um hacker na Arbitrum enviou dinheiro nas últimas 12 horas para cerca de 2.400 carteiras presumivelmente comprometidas”, comentou a Arkham Intelligence. “Essas carteiras então aprovam o token ARB antes de receber o airdrop.”

“A transação realizada permite que o contrato do hacker mova seus tokens ARB para fora de sua carteira.”

Dado o valor esperado do airdrop, multiplicado pelo número de carteiras afetadas, podemos colocar o hack na casa dos R$ 67 milhões. No entanto, o valor pode ser bem maior, já que algumas carteiras receberão mais que 625 ARB.

Além de afetar as vítimas, o hack também pode derrubar o preço da Arbitrum (ARB) instantaneamente. Afinal, uma venda desta magnitude teria consequências graves no mercado. Além disso, potenciais compradores também podem desistir da compra com esta notícia, o que prejudicaria ainda mais o valor da ARB no curto prazo.

O que fazer se a sua carteira foi hackeada?

Finalizando, a Arkham Intelligence recomenda que os usuários afetados revoguem autorizações para contratos de terceiros. No entanto, nota que isso não será suficiente para cancelar a ação do hacker por completo.

“A melhor ação seria revogar imediatamente a aprovação — e revogar novamente se qualquer outra transação de aprovação aparecer antes da reivindicação do airdrop”, escreveu a empresa de segurança. “Claro, o hacker sempre pode transferir manualmente suas ARB se ele tiver suas chaves privadas, mas não poderá usar o contrato inteligente para fazer isso automaticamente.”

Indo além, o usuário teria que transferir suas ARBs para outro endereço rapidamente, tentando se antecipar ao movimento do hacker.

Por fim, a equipe da Arbitrum não se posicionou publicamente sobre o caso. No entanto, tudo indica que nada será feito para prevenir o ataque.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias