Minerador de criptomoedas é sequestrado no Natal e criminosos exigem resgate de R$ 800 mil

De acordo com a mídia russa, os sequestradores exigiram um resgate de 15 milhões de rublos (cerca de R$ 800 mil reais) dos parentes da vítima.

Durante o Natal, enquanto muitas pessoas comemoravam as festas de final de ano, um jovem minerador de criptomoedas foi sequestrado em sua própria casa na Rússia, destacando uma tendência preocupante de crimes violentos associados ao mundo digital.

No crime que a polícia classificou como planejado, três homens disfarçados de policiais sequestraram o minerador de 23 anos, que foi surpreendida em sua casa, forçada a entrar em um carro e levada para um local desconhecido. Durante várias horas, o jovem foi brutalmente espancado.

De acordo com a mídia russa, os sequestradores exigiram um resgate de 15 milhões de rublos (cerca de R$ 800 mil reais) de seus parentes, ameaçando plantar drogas na casa da vítima e entregá-la à polícia caso não recebessem o pagamento.

A comunicação com os parentes foi feita via Telegram, demonstrando uma mistura de métodos tradicionais de extorsão com tecnologias modernas.

Exigência de resgate e ameaças

Segundo as investigações, homens de 36, 37 e 46 anos, vestidos com uniformes de policiais, dirigiram-se de carro até a casa da vítima de 23 anos. Quando a vítima saiu de casa, os agressores o pegaram, colocaram-no em um carro e fugiram do local do crime.

Os sequestradores entraram em contato com o irmão da vítima e, além de exigir resgate em dinheiro, ameaçaram incriminar o jovem, um movimento que revela a crueldade e o desespero dos criminosos para obter o pagamento.

O caso terminou com a vítima sendo resgatada, já que a resposta das autoridades foi rápida e em menos de dois dias a polícia localizou e prendeu os sequestradores, que já tinham histórico criminal, incluindo acusações de roubo e extorsão.

Os criminosos agora enfrentam sérias acusações sob a lei russa, com a possibilidade de até 12 anos de prisão.

Homem preso por sequestro na Rússia Imagem: Serviço de Imprensa Unida dos Tribunais dos Urais
Homem preso por sequestro na Rússia Imagem: Serviço de Imprensa Unida dos Tribunais dos Urais

O caso de sequestro lança uma sombra sobre o setor de criptomoedas, até então visto como um espaço de inovação financeira e liberdade. O incidente, claro, ressalta a vulnerabilidade dos participantes do mercado.

Em várias partes do mundo tem havido um aumento nos sequestros relacionados a criptomoedas, onde criminosos visam indivíduos que revelam nas redes sociais serem investidores em criptomoedas.

Em muitos desses casos, os criminosos exigem resgates em Bitcoin ou outras criptomoedas, aproveitando-se do anonimato e da dificuldade de rastreamento de tais transações.

O último caso de sequestro terminou bem, com o jovem sendo resgatado e podendo passar a virada de ano com sua família, mas serve de lembrete aos riscos associados ao setor.

Enquanto as criptomoedas continuam a ganhar adoção e investidores, é crucial que os participantes do mercado permaneçam vigilantes contra tais ameaças.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Vitória Bertolucci
Vitória Bertolucci
Jornalista e Social Media, entusiasta do jornalismo literário e cada vez mais atraída pelo mundo financeiro e de criptomoedas

Últimas notícias

Bitcoin 2024

Últimas notícias