Mineradora de bitcoin perde 500 mil dólares e processa parceiro de custódia

Caso de custódia de bitcoin terceirizada não acabou bem entre as partes e 36 bitcoins podem ter sido perdidos.

A mineradora de bitcoin Sphere 3D (NASDAQ: ANY), instaurou um processo contra uma empresa parceira, após perder 500 mil dólares em moedas digitais custodiadas com a Gryphon Digital Mining.

Como o anúncio ocorreu no feriado do dia 7 de abril de 2023, as ações da Sphere 3D não caíram na bolsa de valores.

Com sede no Canadá, a empresa se diz uma operação líder no mercado de mineração de criptomoedas. As suspeitas envolvem um prejuízo de 36 bitcoins, que estavam custodiados com a empresa parceira.

Mineradora de bitcoin registra grande prejuízo após moedas custodiadas em empresa parceira serem transferidas para golpistas

Parceira desde dezembro de 2021, a Gryphon assumiu o gerenciamento de custódia da Sphere 3D, em troca de receber um lucro de 22,5% das operações da mineradora de bitcoin.

Além de gerenciar os bitcoins da Sphere, a Gryphon também tinha que organizar as obrigações fiduciárias da companhia da capital aberto. Contudo, tudo indica que houve uma má administração dos fundos e valores acabaram sendo perdidos.

De acordo com Patricia Trompeter, CEO da Sphere 3D, a Gryphon violou os termos entre as empresas, ao perder os valores.

“Hoje (7/4), entramos com um processo contra a Gryphon, provedora de serviços de gerenciamento de custódia de nossos serviços relacionados a blockchain e criptomoedas, por violar materialmente o Contrato Principal de Serviços (“MSA”) que firmamos com a Gryphon. Acreditamos que Gryphon colocou os ativos da empresa em risco significativo e violou intencionalmente seus deveres contratuais.”

A CEO da Sphere 3D ainda disse que o processo instaurado contra a parceira demonstra ela busca proteger a empresa e acionistas. Além disso, Trompeter declarou que a integridade corporativa é essencial no mercado de criptomoedas, o que a Gryphon não comprovou ter.

“Meu trabalho, antes de mais nada, é proteger os ativos da empresa e maximizar o valor para os acionistas. O arquivamento de hoje demonstra que não apenas protegeremos a empresa que todos nós trabalhamos tanto para navegar no ano passado, mas também que não seremos intimidados ou ameaçados por pessoas como Gryphon. A integridade corporativa é essencial, inclusive em nosso setor. Gryphon falhou em agir com integridade, falhou em honrar nosso contrato, e iremos responsabilizá-los.”

Publicamente, a Gryphon não comentou sobre o caso ainda. Mesmo assim, primeiras investigações do caso indicam que o dinheiro perdido da Sphere 3D ocorreu após funcionários da Gryphon transferirem 36 bitcoins para um golpista que se passou por um executivo.

Serviços de custódia institucional

O que chama atenção para o caso é que os serviços de custódia institucionais de bitcoin crescem em todo o mundo.

A própria Nasdaq, por exemplo, tem planos de entrar no mercado de custódia de bitcoin em 2023, ofertando seus serviços a empresas parceiras.

Contudo, o caso da Sphere 3D contra a Gryphon mostra que não são todas as empresas que possuem condições de assumirem os compromissos esperados.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de criptomoedas do mercado ganhe até 100 USDT em cashback. Cadastre-se

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Gustavo Bertolucci
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias

Últimas notícias