Mineradores de Bitcoin terão que pagar 29% a mais por eletricidade

Não se sabe se o dinheiro arrecadado com a nova tarifa será usado para aumentar a estrutura de distribuição de energia do condado, mas é bem possível que empresas atuando com a mineração de criptomoedas por lá consideram abandonar o mercado.

Máquinas de mineração de Bitcoin.
Máquinas de mineração de Bitcoin.

Seguindo outras regiões, a cidade de Washington também parece querer coibir a mineração de criptomoedas, mas de forma um pouco mais sutil, com uma cobrança maior de eletricidade.

De acordo com uma proposta, chamada Tariff 36, as empresas de mineração de criptomoedas terão que pagar uma taxa 29% maior do que os outros clientes na conta de luz. O texto argumenta que isso acontecerá porque as atividades de mineração consomem muito mais energia do que as outras atividades.

No começo do mês, dia 1 de junho, o Condado de Chelan, um dos 39 condados de Washington, anunciou a implementação da nova tarifa, que cobrará uma taxa maior para os mineradores de Bitcoin e de outras criptomoedas. Mas, por incrível que pareça, esse é um dos condados mais “receptivos” ao criptomercado.

De acordo com notícias locais, o Condado de Douglas nem mesmo permite que empresas de mineração atuem na região devido ao alto consumo de energia dessas operações. Segundo dados do condado, a atividade de mineração consumiria 25% da energia disponível por lá.

A nova tarifa deveria ter entrado em vigor no começo deste ano, mas devido a atrasos de novas regras e regulamentações a tarifa começou a ser aplicada apenas nesse mês.

Condado não é contra a mineração de criptomoedas

Ainda segundo as informações, nos últimos 4 anos o Distrito Público de Utilidade do Condado de Chelan vem combatendo a mineração ilegal de criptomoedas. Curiosamente, o condado era a principal região para esse tipo de atividade ilegal em Washington.

A mineração ilegal se tornou um problema na jurisdição não só pelo alto consumo de energia, mas também por causar riscos de incêndio em diferentes localidades e até mesmo causar danos ao equipamento elétrico público. A companhia de energia até teve que desligar várias vezes os equipamentos para evitar danos maiores.

Usando essa argumento, o Condado de Chelan afirma que não é contra a mineração de criptomoedas, mas eles não podem arcar com as consequências dessa atividade sozinhos, por isso foi instaurado essa taxa de energia para ajudar o condado a lidar com os problemas do alto consumo de energia.

Não se sabe se o dinheiro arrecadado com a nova tarifa será usado para aumentar a estrutura de distribuição de energia do condado, mas é bem possível que empresas atuando com a mineração de criptomoedas por lá consideram abandonar o mercado.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Últimas notícias