Moeda digital da China tem tudo a ver com controle governamental, dizem especialistas

As CBDCs como forma de controle têm sido uma discussão bem comum desde que esboços do projeto estavam sendo divulgados.

Siga no

O tema das moedas digitais emitidas por bancos centrais (CBDCs), tem sido bem comum entre as autoridades financeiras mundiais. Entre todos os projetos a mais avançada é a CNY da China, conhecida também como Yuan Digital.

De acordo com alguns especialistas, a CBDC da China tem como único objetivo fortalecer o controle do governo na vida financeira dos cidadãos.

Especialistas que participaram da conferência Consensus falaram sobre a CBDC da China, sobre a sua “ameaça” ao dólar e também sobre como ela pode ser utilizada como arma de controle pelo governo, que já tem várias ferramentas para tentar controlar parte da população.

Segundo os especialistas, se o Yuan Digital, com o controle do estado, se integrar com o sistema gigantesco de e-commerce do país, pode ser que ele se torne uma arma contra a população.

Yaya Fanusie, membro do centro por uma Nova Segurança Americana, e ex-analista de contraterrorismo da CIA, acredita nessa possibilidade, dizendo que a CBDC é mais sobre “armazenar dados das transações” do que sobre um sistema de pagamento prático.

“Isso é mais sobre dados. A chave aqui é que o Banco Central está, eu acho, se inserindo cada vez mais na arquitetura de pagamentos. Você está criando uma estrutura que dá ao governo um pouco mais de entendimento sobre as transações dos cidadãos. Isso é muito mais sobre dados, talvez até mais sobre a coleta de dados do que sobre dinheiro.”

Fanusie deu como exemplo o caso da H&M, que foi “cancelada” por autoridades chinesas após fazer parte de um grupo que buscava fontes mais limpas de algodão, vinda de fazendas que não utilizavam trabalho forçado.

O especialista então questionou: E se a CBDC fosse usada para cancelar todas as transações feitas com a H&M, mesmo no mercado peer-to-peer? 

As CBDCs como forma de controle têm sido uma discussão bem comum desde que esboços do projeto estavam sendo divulgados.

Afinal, qual a vantagem de usar uma moeda digital que foi desenvolvida pelas entidades financeiras que falharam com as moedas fiduciárias?

Por enquanto a moeda digital da China continua em fase de testes, usada mais como uma forma de transferir dinheiro entre instituições financeiras e outras ações do tipo.

Ainda é bem cedo para saber qual será o impacto da moeda digital no mercado varejistas e em seus cidadãos.

Mas com um país que há tempos desenvolve um sistema de crédito social é fácil entender como uma moeda digital poderia ser usada para controle.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Matheus Henrique
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.
Tesla. Imagem: Shutter Stock

Elon Musk diz que Tesla voltará a aceitar Bitcoin

A Tesla começará a aceitar Bitcoin novamente quando a maior parte do processo de mineração da criptomoeda for realizado por fontes de energia renováveis,...
Bitcoin regulação. Imagem: ShutterStock

Deutsche Bank diz que Bitcoin “passou dos limites” e não pode mais ser ignorado

A popularidade crescente do Bitcoin está incomodando governos e bancos centrais. A gota d'água foi a legalização da criptomoeda em El Salvador. De acordo...
Bitcoin Liberdade

Bitcoin, o novo Índice de Liberdade Econômica

Bitcoin pode ser a medida de liberdade mais neutra do mundo que nenhum país pode acusar de ter preconceito ocidental, ao contrário de alguns...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias