MP processa Binary Bit (atual Fênix Global) e solicita passaporte dos sócios

A empresa prometia lucro de 300% em até 20 dias; estimativa é que a dívida da suposta pirâmide financeira seja de R$ 80 milhões.

Siga no

O Ministério Público da Bahia ajuizou uma ação civil pública contra a Fênix Global, antiga Binary Bit. A empresa, que deve cerca de R$ 80 milhões para quase 30 mil clientes, é suspeita de prática de pirâmide financeira.

Conforme o processo, o órgão também determinou que os sócios do suposto esquema fraudulento – que prometia até 300% de lucro em 20 dias – entreguem seus passaportes.

São eles: Marcos Antônio Monteiro, José Ricardo Pereira Lima Filho (conhecido como Ricardo Toro) e Israel Marcos Silveira Soares.

“Recebemos uma denúncia de um homem que investiu o valor de R$ 2 mil e não estava conseguindo realizar saques dos rendimentos, nem mesmo resgatar o valor, daí instauramos procedimento para investigar o caso”, disse a promotora de Justiça Joseane Suzart, autora da ação civil pública, em release enviado à imprensa.

Além do MP da Bahia, o Ministério Público de São Paulo também investiga a empresa.

Binary Bit deve suspender movimentação financeira, determina MP

Na ação civil pública, o MP da Bahia requereu que a empresa e seus sócios suspendam qualquer negócio jurídico que dependa de autorização da CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Além disso, determinou que a Binay Bit pare de ofertar ao público contratos de investimento coletivo sobre operações de arbitragem e interrompa a realização de movimentações com dinheiro investido por consumidores.

Solicitou também, conforme notícia publicada no site do MP da Bahia, que a empresa pare com a oferta enganosa associada a bitcoins e com a promessa de ganhos inalcançáveis, sob pena de cometer infração penal.

Decisão de processar Binary Bit foi baseada em ofício da CVM

O MP decidiu ajuizar uma ação civil pública depois de receber ofício enviado pela CVM. Conforme o documento da autarquia, que regula o mercado de capitais, a Binary Bit tem indícios de ser um esquema fraudulento.

De acordo com o órgão, a empresa pode ser “uma pirâmide financeira considerando a exigência de pagamento inicial sem uma clara e identificável contrapartida em produtos ou serviços; a promessa de retorno financeiro extraordinário; a ênfase no aumento de ganhos com o recrutamento de novos participantes; a falta de informação sobre os riscos inerentes e a pouca informação sobre a empresa”.

Passaportes de sócios da Binary Bit devem ser retidos para evitar fuga

Sobre a solicitação dos passaportes, o MP da Bahia informou que a medida visa evitar a fuga dos sócios para o exterior. De acordo com o órgão, a prática é comum entre pessoas associadas a pirâmides financeiras.

Apesar do pedido do MP, dois dos três fundadores da Binary Bit podem estar em Portugal. A informação foi repassada por Toro em entrevista realizada no início deste ano.

Por causa dos problemas no pagamento, no final do ano passado a casa de Toro chegou a ser cercada por investidores.

Binary Bit parou de pagar, mudou de nome, captou novos recursos e pode ter dado novo golpe

A Binary Bit deixou de pagar seus investidores no final do ano passado. Com a justificativa de arrecadar dinheiro para pagar clientes, Toro lançou a Fênix Global.

Ricardo Toro, sócio da Binary Bit. Reprodução/YouTube

Para migrar de uma empresa para outra, Toro cobrou US$ 27,50 (R$ 146, na cotação de hoje) dos clientes. No total, 6,6 mil pessoas aderiram ao sistema, o que gerou R$ 736 mil, segundo reportou o Livecoins no começo do ano.

Em janeiro, no entanto, a suposta pirâmide financeira deixou de pagar de novo. “Na verdade, a empresa pegou o dinheiro captado com as taxas de adesão e pagou algumas pessoas próximas que estavam fazendo ameaças”, disse, na época, um cliente que pediu para não ter o nome revelado.

Sócio ostenta nas redes sociais

Enquanto Toro ficou no Brasil, captou dinheiro de forma irregular e pode ter dado um novo golpe, outro fundador do suposto esquema fraudulento virou “blogueirinho” nas redes sociais.

Em posts no Instagram, Marcos Monteiro começou a publicar fotos em Paris, na França, com frases de motivação. Além disso, passou a publicar no YouTube vídeos em que aparece dirigindo carros de luxo.

“Tenho 25 anos e já tive 20 carros, graças a Deus”, disse Monteiro em um dos vídeos.

Leia mais sobre:
Lucas Gabriel Marins
Lucas Gabriel Marins
Jornalista desde 2010. Escreve para Livecoins e UOL. Já foi repórter da Gazeta do Povo e da Agência Estadual de Notícias (AEN).
Bandeira da Nova Zelândia

Banco Central da Nova Zelândia é hackeado

Há uma semana, no domingo (10), o Banco Central da Nova Zelândia foi alvo de um ataque hacker que deixou graves consequências. As autoridades...
Corretora de Bitcoin e criptomoedas Binance

Binance abre inscrições para voluntários no Brasil

Quem busca empreender com criptomoedas ou mesmo ingressar nas comunidades brasileiras, uma oportunidade de aprendizado surgiu nos últimos dias. A Binance, a maior maior...

Uganda desliga internet, comércio de bitcoins para de funcionar

Na véspera das eleições presidenciais, o governo da Uganda bloqueou, sem avisar, a Internet de toda população. Isso ocorreu depois de os ugandeses contornarem...

Cotações por TradingView

Últimas notícias

Binance abre inscrições para voluntários no Brasil

Quem busca empreender com criptomoedas ou mesmo ingressar nas comunidades brasileiras, uma oportunidade de aprendizado surgiu nos últimos dias. A Binance, a maior maior...

Uganda desliga internet, comércio de bitcoins para de funcionar

Na véspera das eleições presidenciais, o governo da Uganda bloqueou, sem avisar, a Internet de toda população. Isso ocorreu depois de os ugandeses contornarem...

“Gaste o máximo que puder, e depois um pouco mais”, diz FMI aos governos do mundo todo

A diretora do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, prevê que pode levar até dois anos para que a economia global retorne aos níveis...

Biden começa campanha de marketing trilionária para o Bitcoin

Um dos principais motivos pelo qual o preço do Bitcoin valorizou mais de 300% em 2020 foi a iniciativa do Banco Central dos EUA...

“Bitcoin me fez perder a sanidade”, diz jovem que perdeu R$ 5.8M e agora depende de auxilio do governo para sobreviver

Em 2020 o Bitcoin certamente deixou muitos investidores felizes, várias pessoas tiveram seus investimentos valorizados em cerca de 400%. Aqueles que decidiram investir logo...