Binary Bit muda nome para Fênix Global, capta R$ 736 mil e atrasa pagamentos

Siga no

A Binary Bit, empresa investigada pelo Ministério Público de São Paulo que pode ter dado um golpe de R$ 80 milhões em um esquema de pirâmide financeira, mudou de nome. O negócio renasceu e agora chama Fênix Global.

O projeto foi lançado em novembro do ano passado pelo empresário Ricardo Toro, que era um dos sócios da Binary, com a proposta de migrar os investidores lesados e pagá-los em até seis meses. A Fênix, no entanto, já teve “problemas nas asas” e parece que está prestes a voltar para as cinzas.

Investidores ouvidos pela reportagem do Livecoins disseram que a empresa começou a atrasar os pagamentos e não disponibiliza mais os saques. Toro desmentiu a informação e falou que não passa de “fake news”.

Para aderir à Fênix Global, clientes lesados têm que pagar R$ 111,56

Imagem, Reprodução
Imagem, Reprodução Binary Fênix

A Fênix Global, cujo slogan é “cuidar de pessoas, nosso maior investimento”, afirma trabalhar com robôs de investimentos e ter inteligência artificial exclusiva com o que há de mais “avançado” na atualidade. Esse software atua supostamente no mercado de opções binárias, Forex e criptomoedas.

Para migrar da Binary Bit para o novo negócio cada cliente teve que arcar com uma taxa de adesão de US$ 27,50 (R$ 111,56, na cotação de hoje). No total, 6,6 mil pessoas aderiram ao sistema, o que gerou R$ 736 mil para a Fênix Global.

O montante, segundo promessa da empresa, seria aplicado e renderia lucros. Esses rendimentos, então, seriam usados para pagar os clientes.

80% dos clientes da Fênix Global não receberam, dizem investidores

De acordo com investidores ouvidos pela reportagem, no entanto, 80% dos clientes não receberam até agora. “Na verdade, a empresa pegou o dinheiro captado com as taxas de adesão e pagou algumas pessoas próximas que estavam fazendo ameaças”, disse um cliente que pediu para não ter o nome revelado.

Toro contestou o dado e disse que na verdade 80% dos clientes já receberam e só 20% ainda precisam reaver os recursos. Questionado sobre qual o motivo do atraso e quando os pagamentos seriam normalizados, ele disse apenas que a empresa está em recesso e retorna no dia 13 de janeiro. Não quis comentar a razão dos problemas com os saques.

Ricardo Toro. Reprodução/YouTube

Já em comunicado divulgado em janeiro pelo empresário – e enviado ao Livecoins por um investidor – Toro falou que “momentos no mercado como houveram (sic) nos últimos dias atrapalharam sim” a vida financeira da empresa. Entretanto, falou, tudo estaria sendo resolvido pela equipe.

“Nada me fará desistir do nosso plano, da nossa empresa e das responsabilidades com as pessoas”, disse o empresário.

Fênix Global promete lucros de até 12% ao mês

Diferente da Binary Bit, que prometia aos clientes rendimentos de até 30% ao mês e 300% em até 10 meses, a Fênix trabalha com margem de 8% a 12% mensais em cima do capital aportado.

Além das promessas de rendimentos, a Fênix  também oferece porcentagens aos clientes que indicam outros para entrar no negócio. Tem ainda um plano de carreira que promete carros e viagens aos participantes com bom desempenho.

Plano de carreira da Fênix Global. Reprodução/PDF

Investi R$ 66 mil; minha vida está um inferno e corro risco de morte

Chorando, um dos investidores da Fênix Global disse ao portal Livecoins que ainda não recebeu um centavo, apesar de o empresário Ricardo Toro afirmar que 80% das pessoas foram pagas. “É mentira. Não estão depositando nada. É só mais um golpe”, falou.

O investidor colocou R$ 66 mil na Binary, dinheiro que seria usado para comprar uma casa. “Perdi tudo e hoje estou morando de favor no fundo da casa da minha mãe”, disse.

O cliente, que é de Belém do Pará, também contou que, além de ter investido tudo que tinha no negócio, chamou outras pessoas para depositar dinheiro na empresa, pois acreditava que iria dar certo.

“Levei muita gente para o buraco. Agora, por causa disso, corro risco de morte, pois ninguém que indiquei conseguiu reaver a grana e aqui no Pará as pessoas resolvem as pendências na bala”, disse.

Investidor da Fênix Global reclamam no Reclame Aqui

No Reclame Aqui, investidores já começaram a relatar problemas com a Fênix Global. “TOMEM MUITO CUIDADO COM A FÊNIX GLOBAL, que tudo indica que terá o mesmo fim da BinaryBit. Solicito estorno do meu saldo na binary bit, ou ainda a transferência do saldo total para a Fênix Global, avaliado em 400 dolares”.

Leia mais sobre:
Lucas Gabriel Marins
Lucas Gabriel Marins
Jornalista desde 2010. Escreve para Livecoins e UOL. Já foi repórter da Gazeta do Povo e da Agência Estadual de Notícias (AEN).
Hacker Brasileira Ana Carolina Da Hora

Hacker brasileira estuda Bitcoin e blockchain para ensinar pessoas

Uma famosa hacker brasileira afirmou que estuda a moeda Bitcoin e a tecnologia blockchain atualmente. Preparando para criar um aplicativo para ensino, ela tem...

Servidores do MPU terão curso sobre criptoativos e blockchain

A Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU) vai realizar o curso de aperfeiçoamento “Criptoativos e blockchain para o MPU” para seus servidores....

Regulador dos EUA manda 15 empresas cripto, forex e opções binárias interromperem ofertas

O regulador financeiro do estado de Texas nos EUA ordenou que 15 empresas que oferecem serviços de criptomoedas, forex e opções binárias encerrem suas...

Últimas notícias

Servidores do MPU terão curso sobre criptoativos e blockchain

A Escola Superior do Ministério Público da União (ESMPU) vai realizar o curso de aperfeiçoamento “Criptoativos e blockchain para o MPU” para seus servidores....

Regulador dos EUA manda 15 empresas cripto, forex e opções binárias interromperem ofertas

O regulador financeiro do estado de Texas nos EUA ordenou que 15 empresas que oferecem serviços de criptomoedas, forex e opções binárias encerrem suas...

Hidrelétrica Itaipu Binacional dará Bitcoin como premiação em evento

Considerada uma das cinco maiores hidrelétricas do Brasil, a Itaipu Binacional dará Bitcoin como prêmio para participantes de um evento. Apontado como um dos...