Não compre placa de vídeo agora, diz desenvolvedor do Ethereum

Computador com destaque na placa de vídeo.
Computador com destaque na placa de vídeo.

Tim Beiko, desenvolvedor do Ethereum (ETH), anunciou que a migração do Ethereum não ocorrerá antes de junho. Entretanto, recomendou que as pessoas não invistam em placas de vídeo, usadas para mineração, no momento.

Apesar de não apontar uma data exata, Beiko afirmou que o Ethereum está no capítulo final do Proof-of-Work (PoW) e que a mudança no código da segunda maior criptomoeda do mercado ocorrerá ainda este ano.

Devido ao seu conselho, podemos imaginar efeitos colaterais desta migração. A principal empresa afetada pode ser a principal fabricante de placas de vídeo do mundo, a NVIDIA, afinal teremos maior oferta no mercado secundário.

Migração não dará tempo para retorno do investimento

Segundo cálculos rápidos, hoje o retorno de investimento em placas de vídeo está na casa dos 20 meses. Desta forma, caso o Ethereum (ETH) abandone a mineração por Proof-of-Work antes deste período, é provável que o investimento resulte em prejuízos.

Por conta disso, Tim Beiko, desenvolvedor do Ethereum, recomendou que as pessoas não comprem placas de vídeo no momento, dando pistas que a migração para Proof-of-Stake ocorrerá ainda este ano.

“Sugiro fortemente que não invista em equipamentos de mineração agora.“”

Indo além, Beiko afirma que a migração do Ethereum não ocorrerá antes de junho. Contudo, é possível entender que o desenvolvedor acredita que ela acontecerá ainda neste ano.

“Não será junho, mas provavelmente nos próximos meses. Ainda sem data definida, mas definitivamente estamos no capítulo final do PoW no Ethereum.”

Desenvolvedor do Ethereum recomendando não comprar placas de vídeo.

Desta forma, embora seja possível vender a placa de vídeo para recuperar parte do montante investido, é necessário considerar que muitos estarão fazendo isso em simultâneo. Sendo assim, pode haver uma grande diferença no valor a ser pago e no valor a ser recebido pelo mesmo produto.

Efeitos colaterais, ações da NVIDIA podem cair

Contando com um poder computacional de ~1 petahash por segundo (PH/s), hoje milhões de placas de vídeo ao redor do mundo fazem a segurança do Ethereum (ETH). Contudo, tal migração fará com que muitas destas GPUs voltem ao mercado.

Como exemplo, uma RTX 3070 da NVIDIA faz cerca de 60 MH/s, portanto, seriam necessárias 17 milhões deste modelo de placa para alcançar a marca de 1 PH/s. Usando a GTX 1660 como exemplo, o número de GPUs aumentaria para 41 milhões de unidades. Portanto, a conta não deve ficar longe destes números.

Portanto, estima-se que a maioria destas placas volte para o mercado já que não há outra criptomoeda tão grande para abrigar tantos mineradores. Para a felicidade dos gamers, esta migração repentina poderá causar uma enxurrada de mineradores tentando vender suas placas de vídeo ao mesmo tempo, resultando em preços ainda menores.

Com este mercado secundário com maior oferta, e sem mineradores comprando grandes lotes de GPUs, a NVIDIA pode ver suas vendas despencarem. Em última instância, isso afetaria as ações da empresa. O mesmo com a AMD, contudo seu crescimento nos últimos anos está mais relacionado a sua dominância no setor de processadores.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Henrique Kalashnikov
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias