“Não queremos Bitcoin” – Centenas saem às ruas em protesto ao Bitcoin

Os legisladores de El Salvador votaram pela adoção do Bitcoin como moeda legal em junho, com a lei entrando em vigor em 7 de setembro.

Siga no
Veteranos salvadorenhos do exército e da guerrilha, marcham em protesto contra as medidas econômicas adotadas pelo governo, em San Salvador, em 27 de agosto de 2021.(Foto de MARVIN RECINOS / AFP)
Veteranos salvadorenhos do exército e da guerrilha, marcham em protesto contra as medidas econômicas adotadas pelo governo, em San Salvador, em 27 de agosto de 2021.(Foto de MARVIN RECINOS / AFP)

Salvadorenhos saíram as ruas na sexta-feira (27) e protestaram contra a adoção do Bitcoin como moeda de curso legal. Vários trabalhadores, veteranos de guerra e aposentados expressaram preocupações sobre o uso da criptomoeda.

A nova lei coloca o Bitcoin em um nível de atrelagem ao dólar americano, uma medida que foi criticada pelo Fundo Monetário Internacional (FMI).

Centenas de manifestantes marcharam pela capital San Salvador para expressar suas preocupações sobre o uso da criptomoeda. Os manifestantes ergueram cartazes dizendo “Bukele, não queremos bitcoin” e “Não para a lavagem de dinheiro”.

Veteranos salvadorenhos do exército e da guerrilha, marcham em protesto contra as medidas econômicas adotadas pelo governo, em San Salvador, em 27 de agosto de 2021.(Foto de MARVIN RECINOS / AFP)

Bitcoin em El Salvador

Os legisladores de El Salvador votaram pela adoção do Bitcoin como moeda legal em junho, com a lei entrando em vigor em 7 de setembro.

O presidente de El Salvador, Nayib Bukele, elogiou a adoção do Bitcoin como uma forma de facilitar o pagamento de remessas de pessoas que vivem no exterior.

No entanto, o uso da criptomoeda como moeda corrente tem sido criticado pelo FMI por sua volatilidade e falta de relacionamento com a economia real.

Stanley Quinteros, membro do sindicato dos trabalhadores da Suprema Corte de Justiça, disse que eles estão preocupados com a drástica volatilidade da moeda, com seu valor mudando “incontrolavelmente de um segundo para o outro.”

“Sabemos que esta moeda flutua drasticamente. Seu valor muda de um segundo para o outro e não teremos controle sobre ela”, disse Stanley Quinteros, membro do sindicato dos trabalhadores do Supremo Tribunal de Justiça, à Reuters.

Os países vizinhos de El Salvador estão esperando para ver a adoção do Bitcoin como moeda legal que pode reduzir o custo das remessas, uma importante fonte de renda para milhões.

Dante Mossi, o presidente executivo do Banco Centro-Americano de Integração Econômica (CABEI), identificou Guatemala, Honduras e El Salvador como os países que se beneficiariam mais se a adoção do Bitcoin reduzisse o custo do envio de remessas.

Ele acrescentou que se for bem para El Salvador, outros países provavelmente buscarão sua adoção também.

Mossi apelidou o plano de uma “experiência do outro mundo” para aumentar a inclusão financeira em uma região onde as pessoas não têm contas bancárias ou cartões de crédito e dependem de remessas de parentes que moram nos Estados Unidos.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Livecoins
Livecoins é um portal de blockchain e criptoeconomia focado em notícias, artigos, análises, dicas e tutoriais.

Presidente da SEC diz que criptomoedas só valem algo porque alguém vai querer comprar...

O Presidente da SEC, Gary Gensler, novamente voltou a falar sobre o criptomercado e sobre as moedas digitais. Desta vez Gensler demonstrou estar bem menos...
Binance sob pressão Brasil

Binance anuncia fim de negociações de derivativos na Austrália

A Binance é a maior corretora de criptomoedas do mercado global e com certeza um importante pilar para todo o setor. No entanto, com...
Símbolo da Uniswap em mapa mundial

Empresa pede registro de marca da Uniswap no Brasil

Uma empresa pediu o registro da marca Uniswap no Brasil, nome da principal corretora descentralizada do mundo. O pedido foi feito com base em uma...

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias