Mais um banco limita compra de criptomoedas citando “proteger clientes”

Enquanto o Santander limitou a compra de criptomoedas no final do ano passado, HSBC e Nationwide Building Society tomaram a mesma medida neste ano. Agora o NatWest é outro banco que se junta a este grupo.

Seguindo a política do Santander, HSBC e NBS, o banco britânico NatWest é mais um gigante que está limitando a compra de criptomoedas por seus clientes. Os novos limites são de £1.000 por dia e £5.000 por mês, cerca de R$ 6.350 e R$ 31.800, respectivamente.

Segundo o NatWest, a medida tem a intenção de proteger seus clientes contra golpes. Quanto as compras de criptomoedas com cartão de crédito, o banco informou que elas foram bloqueadas em 2018 e assim permanecerão.

Outra que está tendo dificuldades para operar no Reino Unido é a Binance. Sem licença para operar na região, a corretora estava usando a Skrill para depósitos e saques de libra esterlina, mas tal serviço será interrompido nos próximos meses.

Repressão de bancos britânicos sobre criptomoedas continua em alta

Hoje a Autoridade de Conduta Financeira (FCA) do Reino Unido é um dos órgãos fiscalizadores mais temidos pela indústria de criptomoedas. Além da forte fiscalização do setor, como a remoção de caixas eletrônicos de Bitcoin, a agência também está pressionando bancos para cortarem laços com empresas cripto.

Enquanto o Santander limitou a compra de criptomoedas no final do ano passado, HSBC e Nationwide Building Society tomaram a mesma medida neste ano. Agora o NatWest é outro banco que se junta a este grupo.

Segundo o site oficial do NatWest, seus clientes só poderão comprar £1.000 (R$ 6.350) em criptomoedas por dia. Embora o montante pareça alto para nós brasileiros, vale notar que britânicos possuem uma renda maior que a nossa. Quanto aos limites mensais, o valor é de £5.000 (R$ 31.800).

natwest
natwest

“Para manter seu dinheiro protegido contra golpes, decidimos bloquear ou limitar os pagamentos que identificamos como indo para exchanges de criptomoedas”, aponta o banco NatWest.

Em relação a compras com cartão de crédito, o NatWest aponta que elas estão bloqueadas desde fevereiro 2018.

Outro ponto interessante citado pelo banco são as brechas do sistema bancário britânico. Afinal, bastaria enviar o dinheiro para outro banco que não tivesse limitações e então enviá-lo para uma corretora.

“Sim, [você pode fazer essa transação], mas por favor não tente fazer este pagamento; você corre o risco de perder dinheiro e outros bancos também podem restringir isso”, alerta o NatWest sobre a brecha. “Se você se sentir pressionado a pagar, PARE e discuta isso com alguém em quem você confia.”

Portanto, os limites não parecem oferecer nenhuma segurança, mas sim apenas uma forma de limitar o uso do próprio dinheiro dos clientes.

Binance suspenderá depósitos e saques de libra esterlina

Por fim, a corretora Binance também está sendo afetada pela pressão da FCA. Embora não possuísse licença para operar na região, a corretora conseguia realizar depósitos e saques de GBP via Skrill, mas isso acabará nos próximos meses.

“Concordamos com a Binance em deixar de oferecer nossa solução de carteira incorporada a seus clientes no Reino Unido”, disse um representante da Skrill ao Decrypt. “Concluímos que o ambiente regulatório do Reino Unido em relação às criptomoedas é muito desafiador para oferecer este serviço neste momento e esta é uma decisão prudente de nossa parte tomada com muita cautela.”

Finalizando, um porta-voz da Binance afirmou que “isso afeta menos de 1% de seus usuários”, mas que a corretora já está trabalhando em uma solução.

Portanto, muitos acreditam que, como governos não conseguem banir as criptomoedas, eles estão atacando bancos e outros serviços que funcionam como porta de entrada em tais investimentos. O mesmo vale para outros países.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na melhor corretora de criptomoedas do mercado ganhe até 100 USDT em cashback. Cadastre-se

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias

Últimas notícias