Navegador Brave autocompletava URL com link de afiliado

No GitHub do Brave é possível ver que mais endereços são autocompletados para outras corretoras, como a Coinbase e o mesmo acontece com dois sites para as carteiras Ledger e Trezor.

Siga no

O navegador Brave tem sido uma ferramenta muito divulgada entre os defensores das criptomoedas e também da privacidade na internet. No entanto, o navegador foi recentemente muito criticado após usuários descobrirem que ao entrar no site da Binance, o navegador corrigia o endereço para um link de afiliado.

De acordo com a denúncia, quem tentava entrar na Binance digitando o endereço do site era redirecionado para a Binance com link de indicação que beneficiava a própria Brave. O “defeito” foi inicialmente descoberto por Yannick Eckl, conhecido no Twitter como Cryptonator 1337.

“quando você tenta usar o navegador Brave e digita binance[.]us você acaba sendo redirecionado para binance[.]em?ref=35089877 – Eu vi o que vocês fizeram aí colegas.”

Cryptonator também apontou que o auto preenchimento funcionava também para o endereço binance[.]com. Ele realizou testes em várias outras exchanges, mas apenas a Binance apresentava esse problema no navegador.

Ou seja, ao tentar digitar o endereço da plataforma, o navegador automaticamente completava com o endereço de afiliado da Brave. Enquanto isso é menos grave do que um redirecionamento completo, ainda assim é algo que chama muita a tenção pela estranheza da ação.

Apesar da publicação de Eckl ter viralizado, a discussão ganhou ainda mais força após o diretor de pesquisa do The Block, Larry Cermak, ter entrado na conversa, como aponta o site Tech News World.

Segundo o artigo, Cermak vasculhou o GitHub do Brave e descobriu que mais endereços são autocompletados para outras corretoras, como a Coinbase e o mesmo acontece com dois sites para as carteiras Ledger e Trezor.

David Gerard, autor de livros sobre criptomoedas disse:

“Isso é eticamente questionável porque está alterando o endereço que o usuário pensou que tinha digitado por um que beneficia a Brave – aparentemente na esperança de que o usuário vai apenas digitar ‘enter’ e ir para a verão da Brave.”

Pedido de desculpas

Brave foi considerado o melhor Navegador

Em uma série de tuítes o CEO da Brave, Brendan Eich, pediu desculpas pelo descuido da empresa e afirmou que o autocompletar não passava de um erro não intencional por parte do navegador.

Eich disse que, a Brave também tenta gerar renda a partir dos links de afiliados, mas que a ideia não era usar o navegador dessa maneira para conseguir esses lucros.

“O recurso de autocompletar foi inspirado pela atribuição de clientid search query que todos os navegadores usam, mas ao contrário das palavras chaves, uma URL digitada deveria ir para o nome do domínio, sem nenhuma adição. Desculpe pelo erro, nós claramente não somos perfeitos, mas nós corrigimos o problema rápido.”

O problema foi resolvido em menos de 2 horas desde o relato inicial de Eckl, no entanto, muitos acreditam que o dano foi causado para a reputação do navegador.

Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Leia mais sobre:
Matheus Henrique
Matheus Henrique
Fã do Bitcoin e defensor de um futuro descentralizado. Cursou Ciência da Computação, formado em Técnico de Computação e nunca deixou de acompanhar as novas tecnologias disponíveis no mercado. Interessado no Bitcoin, na blockchain e nos avanços da descentralização e seus casos de uso.

Empresa cria solução de backup quase indestrutível para carteira Bitcoin

Proteger chaves de carteiras de criptomoedas é um ponto fundamental para garantir a segurança dos ativos digitais, pensando nisso, uma empresa brasileira desenvolveu uma...
Mulher com aplicativo de Bitcoin comprar e vender

Ex-presidente da CVM faz alertas sobre compra de Bitcoin por empresas de capital aberto

A compra de criptomoedas por grandes empresas continua a chamar atenção do mercado financeiro, com algumas se questionando se elas podem ou não comprar...
Empresa Suzano Celulose

Suzano manda oficiar corretoras de criptomoedas em processo na justiça

Em um processo que corre na justiça desde 2018, movido pela Suzano Papel e Celulose S/A, a justiça mandou oficiar algumas corretoras de criptomoedas....

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias