Bolsa de Valores de Nova York quer criar mercado de criptomoedas e NFTs

Registro de marca registrada mostra planos para oferecer ativos digitais.

A palavra NYSE faz parte do vocabulário do mercado de ações
A palavra NYSE faz parte do vocabulário do mercado de ações

A bolsa de valores NYSE protocolou um registro para trabalhar com criptomoedas e NFTs, indicando que está de olho no setor. E isso chama atenção para uma potencial experimentação do metaverso pela empresa.

Nos últimos meses, o mercado financeiro tradicional viu crescer os produtos ligados a criptomoedas, como fundos de investimentos e ETFs. Todos esses são normalmente listados em bolsas de valores, o que indica que essas já estão atuando no setor.

Além disso, o mundo acompanha a SEC para aprovar um ETF de mercado a vista, podendo abrir ainda mais as portas para as criptomoedas. E não só corretoras estão vendendo esses produtos, mas bancos também.

O que isso mostra é o interesse institucional no Bitcoin e sua tecnologia seguem crescendo.

NYSE Group pede registro de marca para criptomoedas e NFTs, indicando até entrada no metaverso

No futuro a compra de uma ação pode ser em um ambiente virtual entre avatares, sendo cada ação um token não-fungível que pode ser comprado e vendido por criptomoedas. Embora esse ainda seja certamente um cenário utópico, começa a ser desenhado por grandes empresas de olho na tecnologia.

Uma delas é a NYSE Group, empresa com sede em Delaware que pediu um registro de marca citando criptomoedas, NFTs e até aplicações de realidade virtual. A informação veio a tona após um perfil pelo Twitter de um advogado indicar que essa situação é real.

O Livecoins obteve acesso ao registro de marca da NYSE e pode conferir a veracidade de que a grande bolsa está planejando trabalhar com essas tecnologias. Este foi protocolado no último dia 10 de fevereiro, sendo atualizado pela última vez na terça-feira (15).

Assim, a NYSE pediu o registro de 4 classes primárias de uso da marca, sendo os NFTs e criptomoedas citados em várias delas. Não está claro ainda, visto que a corretora não se posicionou oficialmente, o que planeja fazer com esse pedido que envolve novas tecnologias.

De qualquer forma, reacende a chama de que grandes empresas estão entusiasmadas com o mercado de criptomoedas e querem utilizar os benefícios que ele traz ao mundo de negócios.

Especialista brasileiro da bolsa cogitou que B3 elaborasse algo com NFTs

Em 2021, em meio a febre do mercado de NFTs, o analista e chefe da Suno, Tiago Reis, chegou a declarar que a bolsa brasileira poderia incluir os tokens não-fungíveis em negociações. Segundo ele, isso traria novos investidores para o mercado financeiro, que estão vendo um ambiente muito sério e podem perder o interesse no espaço.

Vale lembrar que a B3 já listou vários produtos de criptomoedas e também abriu oportunidades para um processo de tokenização, o que poderia em algum momento se aproximar do que a NYSE começa nos EUA.

A NYSE é a bolsa que abriga ações de grandes empresas, principalmente de tecnologia, abrigando atualmente brasileiras como a PagSeguro, Nubank, entre outras. Além disso, grandes companhias que estão se envolvendo com criptomoedas estão listadas na bolsa, como a Visa, Mastercard, Block (ex-Square), entre outras.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

Últimas notícias