Órgão de proteção ao consumidor alerta contra compras de natal com criptomoedas

Alerta acontece em meio ao movimento de mais empresas aceitando esse meio de pagamento.

Siga no
Bitcoin com chapéu de Papai Noel, símbolo do Natal
Bitcoin com chapéu de Papai Noel

Muitos consumidores podem estar se preparando para fazer suas compras de natal com criptomoedas, com muitas empresas aceitando este meio de pagamento.

No entanto, nos Estados Unidos, a Comissão Federal de Comércio (FTC), por meio de sua página de Informações aos Consumidores, emitiu um alerta contra essa prática.

Grandes empresas já passaram a aceitar Bitcoin como meio de pagamento e em El Salvador essa moeda já é aceita em todo comércio. Em compras online, por exemplo, o uso de criptomoedas também se apresenta como uma realidade em ascensão, com vários sites dando suporte a tecnologia.

Mas para os governos, a prática pode não ser correta.

Órgão de proteção ao consumidor alerta contra compras de natal com criptomoedas

Final de ano é uma época onde o comércio se prepara para as compras de Natal, época festiva que atrai multidões em lojas pelo mundo. Mas nos últimos anos, as compras pela internet também registraram um grande movimento, devido a suas facilidades para consumidores.

Segundo a FTC, os consumidores devem estar atentos então em compras em plataformas pela internet, que podem acarretar dor de cabeça caso feita de forma errada.

Um dos problemas comuns são as regras de reembolso e devoluções, que devem estar descritas no site anunciante. Outro local em que os clientes devem prestar atenção são nos métodos de pagamentos, que devem ser claros no momento das compras.

Assim, a FTC informou que os meios de pagamentos seguros são apenas cartões de crédito ou meios seguros pela internet. Para o órgão, criptomoedas são aceitas apenas por sites golpistas, que devem despertar em clientes o alerta.

“Por exemplo, os cartões de crédito têm proteções legais ou um sistema de pagamento online seguro pode protegê-lo caso haja um problema. Se alguém lhe disser que pagar com uma transferência bancária, cartões de presente, ou criptomoeda, pare e encontre outro vendedor. É assim que os golpistas dizem para você pagar.”

Outras dicas para ter segurança dadas pelo órgão foi para tomar cuidados com experiências das pessoas na plataforma, assim como buscar fotos reais do item anunciado, assim como sua descrição e localização.

O que está errado no alerta da FTC?

Vale lembrar que a Mastercard fez recentemente um anúncio de que ajudará milhões de comércios pelo mundo a aceitar Bitcoin, ou seja, muitos sites deverão dar suporte a tecnologia das criptomoedas em breve.

Outra empresa que deverá aceitar Bitcoin como pagamento é a Tesla, que espera habilitar a opção no futuro. O Mercado Livre, na Argentina, já aceita este meio de pagamento até para compras de imóveis, indicando que com Bitcoin se compra carros e casas pelo mundo.

Dessa forma, o alerta da FTC para consumidores não está totalmente correto, visto que muitas empresas sólidas do mercado aceitam criptomoedas como meio de pagamento. Mesmo assim, é importante que o cliente se atente para os detalhes do site, de modo a verificar se está no site correto e se a empresa realmente aceita moedas digitais como meio de pagamento.

Em épocas como Natal, é possível surgir sites falsos que aceitam criptomoedas, devendo as pessoas redobrarem a atenção para falsas promoções e preços muito abaixo do mercado.

Compre Bitcoin na Coinext

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br.



Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.
Gustavo Bertoluccihttps://github.com/gusbertol
Graduado em Análise de Dados e BI, interessado em novas tecnologias, fintechs e criptomoedas. Autor no portal de notícias Livecoins desde 2018.

CEO da Binance se torna o chinês mais rico do mundo, diz site

Changpeng “CZ” Zhao, o famoso CEO da Binance, é um nome muito importante dentro do criptomercado e até mesmo na economia como um todo....
Criptomoeda do Facebook Diem e Libra

Facebook não vai mais proibir propagandas de criptomoedas

Desde o final da alta das criptomoedas em 2017 o Facebook e outras redes sociais limitaram ou até proibiram propagandas e conteúdo patrocinado sobre...

Homem é abordado na rua e obrigado a transferir bitcoins para assaltantes

Os crimes no criptomercado podem acontecer de diferentes maneiras, desde os roubos realizados em golpes digitais até mesmo roubos físicos. A polícia de São...
.

Cotação do Bitcoin por TradingView

Últimas notícias