Paulo Guedes vê blockchain como solução para acabar com criminalidade digital

Em conversa no Flow Podcast nesta terça-feira (27), o Ministro da Economia do Brasil afirmou que a tecnologia blockchain é uma solução para acabar com a criminalidade digital. Segundo Paulo Guedes, a tecnologia introduzida pelo Bitcoin permite que todas transações sejam rastreadas, facilitando o trabalho da polícia.

“Neste caso da criminalidade digital, eu acho que nós vamos ter que mergulhar nisso, existem tecnologias muito interessantes, que é o blockchain.”

Na sequência, Guedes também aponta que o dinheiro de papel está próximo do fim. Além do PIX, o Ministro também pode estar se referindo a chegada das CBDCs, como o Real Digital. Embora a falta de privacidade seja um ponto a ser discutido, sem dúvidas isso será ótimo para a segurança.

Um bom exemplo disso é a Noruega, que está testando sua CBDC no Ethereum como um token ERC20, mesmo padrão utilizado por criptomoedas famosas como as stablecoins USDT e USDC. Além disso, a Austrália é outro país que está se aproveitando desta tecnologia.

Paulo Guedes mostra conhecimento em blockchain e elogia tecnologia por trás do Bitcoin

No momento, mais de 1,5 milhão de pessoas já assistiram à participação do Ministro da Economia Paulo Guedes no episódio do Flow Podcast que foi ao ar nesta terça-feira (27).

Como destaque, Paulo Guedes aponta que o dinheiro em papel está chegando ao seu fim. Além da introdução do PIX, sistema de pagamentos rápido e disponível 24/7, a chegada do Real Digital pode ser outro motivo para isso.

“Eu acho que nós vamos para a moeda digital já, já. Vai acabar esse negócio de dinheiro de papel.”

“Vai ser tudo digital e vai ter um blockchain em baixo que da o encadeamento todo, você pode fazer o tracking [rastreamento] inteiro”, declarou Paulo Guedes, Ministro da Economia do Brasil. “Então se alguém te sequestrar e o dinheiro for pra algum lugar […] ele vai ter que desviar para uma conta, vai ser possível trackear [rastrear] e pegar o cara.”

Conforme o registro de tais transações são públicas, ao menos nas criptomoedas, qualquer pessoa ou entidade pode seguir o rastro das mesmas. O que já permitiu a solução de grandes casos.

Um destaque foi a prisão de Ilya Lichtenstein e Heather Morgan pelo governo americano no início deste ano. Além do Departamento de Justiça ter indiciado o casal por um roubo ocorrido em 2016 graças, cerca de 94.643 bitcoins (R$ 9,8 bilhões) foram apreendidos.

Ministro fala sobre ameaça quântica ao Bitcoin

Seguindo, o Ministro da Economia do Brasil comenta que o “futuro digital já chegou” e que isso será “igual uma arma, que pode ser usada para o bem ou para o mal”.

“Então tem uma corrida agora, uma corrida tecnológica do bem contra o mal. Os bandidos, os hackers, querendo furar todos os sistemas, seja sistema bancário, seja sua conta pessoal”, comentou Paulo Guedes.

Na sequência, Andre Gaigher destaca que assistiu a um vídeo do canal ANCAPSU citando matéria do Livecoins sobre os hackers tentando quebrar a criptografia do Bitcoin. Entretanto, nota que isso levaria três vezes a idade do universo para acontecer.

“Eles tão dizendo que com computação quântica, eles vão fazer em três horas o que ia levar 30 bilhões de anos”, completou Paulo Guedes.

De qualquer forma, a computação quântica ameaça não só o Bitcoin como também bancos e outros serviços que usam de criptografia. Mesmo assim, pequenas mudanças em tais sistemas mitigarão tais riscos, conforme os mesmos se aproximam.

Por fim, hoje muitas moedas digitais de bancos centrais estão sendo testadas em sistemas de blockchain semelhantes ao do Bitcoin. Afinal, tanto sua eficiência quanto segurança já foram provadas. Portanto, as falas do Ministro Paulo Guedes são mais um grande reconhecimento à criação de Satoshi Nakamoto.

$100 de bônus de boas vindas. Crie sua conta na maior corretora de criptomoedas do mundo e ganhe até 100 USDT em cashback. Acesse Binance.com

Siga o Livecoins no Google News.

Curta no Facebook, TwitterInstagram.

Entre no nosso grupo exclusivo do WhatsApp | Siga também no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

Henrique HK
Henrique HKhttps://github.com/sabotag3x
Formado em desenvolvimento web há mais de 20 anos, Henrique Kalashnikov encontrou-se com o Bitcoin em 2016 e desde então está desvendando seus pormenores. Tradutor de mais de 100 documentos sobre criptomoedas alternativas, também já teve uma pequena fazenda de mineração com mais de 50 placas de vídeo. Atualmente segue acompanhando as tendências do setor, usando seu conhecimento para entregar bons conteúdos aos leitores do Livecoins.

Últimas notícias

Bitcoin 2024

Últimas notícias